Últimas

Aproveite o feriado para acertar as contas com o leão do Imposto de Renda

Receita Federal espera receber 720 mil declarações em Pernambuco até o próximo dia 30. Foto: Eduardo Valente/APF/D.A Press
Receita Federal espera receber 720 mil declarações em Pernambuco até o próximo dia 30. Foto: Eduardo Valente/APF/D.A Press

Ainda não enviou a declaração do Imposto de Renda? Sem querer apressar, mas já apressando, o prazo final da entrega sem o pagamento de multa termina no próximo dia 30, quinta-feira da próxima semana. Para não correr o risco de deixar para a última hora e cometer erros bobos, que tal aproveitar o feriado de Tiradentes e acertar as contas com o leão?

Até as 17h desta segunda-feira (20), a Receita Federal tinha recebido 362.165 declarações dos contribuintes de Pernambuco, a metade dos 720 mil documentos esperados no estado. Em todo o Brasil, 13.361.041 das 27,5 milhões de declarações esperadas foram entregues pelos contribuintes, segundo a Receita. Isso dá 48,5% do total.

Declarar no feriado – ou pelo menos preencher o formulário para transmitir depois – livra a pessoa do corre-corre de última hora e do risco de digitar algum número errado ou não achar um documento importante. O diretor tributário da Confirp Consultoria Contábil, Welinton Mota, reforça que, ao se antecipar, a prestação de contas pode ser feita com calma.

Dá para analisar, por exemplo, qual o melhor tipo de declaração que será entregue, se a completa (com as deduções legais) ou a simplificada (com o desconto de até 20% dos rendimentos tributáveis, com um limite de R$ 15.880,89).

“Hoje o contribuinte ao preencher a declaração já saberá qual a mais vantajosa, pois o próprio programa indica qual dará maior restituição. Mas é necessário muito cuidado, pois os comprovantes das despesas deduzidas são imprescindíveis e devem ser guardados por seis anos. Se a declaração cair na malha fina, esses comprovantes serão as garantias”, alerta Welinton.

Não custa reforçar que logo de cara está obrigado a declarar em 2015 quem recebeu rendimentos tributáveis (no ano de 2014) cuja soma foi superior a R$ 26.816,55. Também força a prestação de contas quem recebeu rendimento isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

No especial sobre o Imposto de Renda preparado pelo Diario, o contribuinte pode tirar as dúvidas sobre o preenchimento da declaração. O especialista em tributos da Mongeral Aegon Reginaldo Coutinho acredita que a declaração do IR acaba funcionando como uma “ótima ferramenta” para o controle das despesas. “Para quem não tem um bom planejamento financeiro essa é uma boa oportunidade para dar o primeiro passo”, destaca.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *