Últimas

Argôlo e secretária embarcam para Curitiba

sexta-feira, 10 de abril de 2015 – 14h56

Atualizado em
sexta-feira, 10 de abril de 2015 – 14h56


Élia segue para aeroporto, onde embarca rumo à Curitiba / Marco Aurélio Martins/Ag. A Tarde/FolhapressÉlia segue para aeroporto, onde embarca rumo à Curitiba
Marco Aurélio Martins/Ag. A Tarde/Folhapress

O ex-deputado federal Luiz Argôlo (SD-BA) e sua secretária, Élia Santos da Hora, presos na 11ª fase da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras, embarcaram nesta sexta-feira para Curitiba, no Paraná.

Três mandados de busca e apreensão também foram cumpridos nesta sexta-feira nas casas dos dois detidos e também no escritório do político em Salvador.

Segundo a investigação, o político recebeu propina, intermediou contratos e fez a campanha financiada com verbas ilícitas.

A Polícia Federal deflagrou a 11ª fase da operação Lava Jato na manhã desta sexta-feira. Além de Argôlo, foram presos o ex-petista André Vargas e o ex-presidente do PP Pedro Corrêa. Este já havia sido condenado no processo do mensalão e aquele teve o mandato de deputado federal cassado em dezembro do ano passado por quebra de decoro.

Vargas foi preso por volta das 6h no condomínio onde mora, em Londrina, no Paraná.

Os três são suspeitos de ter ligação com o doleiro Alberto Youssef.

Além dos ex-deputados, foram presos o irmão de André Vargas, Leon Vargas; Ivan Mernon da Silva Torres, que, segundo a polícia, atuava como laranja de Pedro Corrêa, e Ricardo Hoffmann, diretor de uma agência de publicidade.

Todos os presos serão levados ainda nesta sexta-feira para a carceragem da superintendência da Polícia Federal em Curitiba.



Fonte: Band.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *