Últimas

Baxter é decisivo, São José vence o Flamengo e força o quinto jogo da série

São Paulo – O Flamengo não conseguiu repetir a mesma intensidade defensiva e sofreu com o norte-americano Baxter. O Rubro-Negro até teve oportunidade de virar o jogo, mas o ala de São José apareceu em momento decisivo, brilhou e garantiu a vitória por 81 a 76, nesta quinta-feira, em São Paulo. O clube paulista empata a série (2 a 2) quartas de final do NBB e força o quinto jogo. A decisão será no Rio, no Tijuca, na terça-feira. Limeira aguarda para ver quem vai enfrentar na semifinal.

Baxter, desde o começo, mostrou que São José faria de tudo para levar a série para o Rio. O desempenho do americano até diminuiu em determinado momento, mas ele voltou com tudo na reta final. O ala anotou 21 pontos e foi o cestinha do time. Caio Torres foi outro destaque. O pivô ex-Flamengo anotou um duplo-duplo com 18 pontos e 11 rebotes.

O Flamengo não teve o mesmo sucesso defensivo e também penou ofensivamente. Marquinhos foi a principal peça no ataque. Em alguns momentos, “jogou sozinho”. O ala fez 26 pontos e foi o cestinha do jogo. Meyinsse anotou 15 pontos.

O jogo

O duelo começou equilibrado. Os ataques conseguiam superar as defesas. Sob a batuta dos americanos Baxter e Laws, São José obteve um aproveitamento melhor e venceu o primeiro período por 28 a 23, com destaque para Baxter, autor de 10 pontos, dois a mais do que o compatriota. No jogo 3, o Flamengo levou 29 pontos no primeiro tempo.

O São José não conseguiu ter o mesmo aproveitamento no início do segundo quarto – a defesa rubro-negra também passou a dificultar mais as ações. Desta maneira, com uma corrida de 12 a 4, o Fla virou o placar com uma bola de três de Herrmann (35 a 32). Zanon parou o jogo. O clube paulista voltou melhor, explorando Caio Torres, e retomou o controle do placar (40 a 38). Foi a vez de José Neto pedir tempo. O Flamengo empatou. Porém, na sequência, Benite fez falta e ainda levou uma técnica. São José se aproveitou e abriu cinco pontos (Laws converteu três lances livres e Drudi acertou uma bola da zona morta). Os donos da casa foram para o intervalo vencendo por 45 a 40.

Marquinhos chamou a responsabilidade no terceiro quarto e comandou a reação rubro-negra. A diferença caiu para um ponto. Porém, o ataque do Flamengo passou a se precipitar. O São José se aproveitou e encaixou dois contra-ataques consecutivos. A vantagem pulou para sete pontos: 60 a 53. Neto parou o jogo e cobrou mais defesa. Não adiantou muita coisa. O Flamengo entrou no último quarto perdendo por oito pontos (67 a 59).

Sem Caio Torres e Baxter, no banco, São José encontrou dificuldades no ataque. O Flamengo partiu para cima com Marquinhos e Marcelinho. Cada um acertou uma bola de três. Laprovittola infiltrou e guardou. Com uma corrida de 8 a 1, a diferença caiu para um ponto (68 a 67). Zanon pediu tempo. Baxter surgiu para deixar os donos da casa em vantagem. O jogo ganhou em emoção. Porém, passou a ter erros nos dois lados. O Rubro-Negro teve chances de virar, mas desperdiçou. Baxter apareceu novamente e decidiu. São José empata a série e força o quinto jogo no Rio.

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *