Últimas

Com dois a mais em campo, Santa Cruz faz 4 a 0 no Central e fica próximo da final do PE2015

Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Betinho comemora o primeiro gol do jogo, feito por ele ainda no fim do primeiro tempo

Saiba mais

O Santa Cruz dá um passo gigante rumo à final do Campeonato Pernambucano. Aproveitando as oportunidades surgidas em seu caminho, o time tricolor não desperdiçou a chance de encaminhar sua classificação para a decisão do Estadual. Após um primeiro tempo em que dominou o jogo, mas não foi capaz de converter em gols, o segundo tempo foi bem diferente. Vida facilitada por duas expulsões do Central. É verdade. Porém, o que também é irrefutável é que o Santa Cruz foi o único time que procurou a vitória no Arruda. E foi gratificado por isso. Goleada construída nos minutos finais da partida. 4 a 0 que coloca o time de Ricardinho muito perto da final.

Um primeiro tempo em três atos. Foi só o árbitro dar início à partida, para o Santa Cruz partir, de forma desenfreada, para o abafa. Com menos de um minuto, o tricolor já criava sua primeira oportunidade de gol. Nininho entrou na área, bateu cruzado e foi parado por boa defesa de Beto. Era apenas o início do ato que duraria cerca de 18 minutos. Momento em que os donos da casa sufocaram um atônito Central. Período, porém, em que Bruninho, Betinho e João Paulo se revezaram nos desperdícios.

Passado o ímpeto inicial, o Santa Cruz seguiu tendo o controle do jogo, com mais posse de bola e maior volume. Os corais, contudo, não foram capazes de manter o ritmo acelerado dos minutos iniciais. O jogo, consequentemente, caiu de qualidade, com o tricolor preso ao sistema defensivo de um Central que não se mostrava disposto – nem com competência – para chegar ao ataque. Fim do segundo ato.

Os minutos finais da etapa inicial apresentaram ao público o terceiro e último ato. Parecido com o primeiro, por sinal. O Santa Cruz voltou a acelerar o jogo e as chances de gol iam sendo criadas da mesma forma como Bruninho e Betinho as desperdiçava. Até que, ao cair dos panos da etapa inicial, Betinho, finalmente, acertou no alvo. De cabeça, o centroavante abriu o placar. Resultado justo. Vencia, ao intervalo, o único time que procurou o gol.

Ato final
Ciente da importância de sair do palco do Arruda com a vitória, o elenco coral retomou a exibição mantendo o ritmo forte. Acuado, o Central era presa fácil para os tricolores, que se lançavam ao ataque. O Santa Cruz até balançou as redes da Patativa. O gol de Alemão, entretanto, foi invalidado.

Com pleno domínio das ações, a atuação do Santa Cruz ficou facilitada. Perdidos no gramado – como quem não sabe bem qual é sua deixa e o momento de entrar em cena -, dois jogadores do Central foram expulsos por acúmulo de cartões amarelos. A vantagem numérica, entretanto, demorou a se refletir na partida. Mas, foi só o segundo gol sair, para o time desencantar de vez. Alemão e Betinho foram os nomes do jogo e construíram a goleada: 4 a 0.

Ficha

Santa Cruz
Fred; Nininho, Diego Sacoman, Alemão e Renatinho; Bileu, Bruninho (Nathan), Emerson Santos, João Paulo (Thiaguinho) e Guilherme Biteco (Pedro Castro); Betinho. Técnico: Ricardinho.

Central

Beto; Ferreira, Sinval, Éverton, Madona; Natan (Fernando Pires), Jucemar Gaúcho, Juninho Silva e Tiago Laranjeira; Candinho (Mattia Binatti) e Fabiano (Willian). Técnico: Laelson Lima.

Local: Arruda (Recife-PE)
Árbitro: Sebastião Rufino Filho (PE)
Assistentes: Albert Júnior (PE) e Wlademir de Souza Lins (PE)
Gols: Betinho (2x) e Alemão (2x) (Santa Cruz)
Cartões amarelos: Candinho, Beto, Juninho Silva, Sinval, Mattia Binatti (Central)
Cartão vermelho: Juninho Silva e Sinval (Central)

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *