Últimas

Crítica: Suíço faz compilação cética dos pilares da teoria da conspiração

Publicidade

Os americanos não pousaram na Lua, a máfia mandou matar John Kennedy, e a princesa Diana teve sua morte encomendada pela família real britânica. E, claro, Adolf Hitler desembarcou de submarino na Argentina e viveu uma vida longa e próspera. Ah, e o vírus da Aids foi criado em laboratório pela CIA (Agência Central de Inteligência, dos EUA).

Não faltam teorias da conspiração no século 20 e mesmo agora no 21. É a ideia popular de que por trás de um fato espetacular, existe sempre um mistério.

E é fácil de entender como isso se espalha em uma época de comunicação fácil, especialmente pós-internet. Vira viral.

Mas algo parecido já acontecia alguns poucos séculos antes, como mostra o curioso livro “Os Grandes Impostores “” As Verdadeiras Histórias por Trás de Famosos Mistérios Históricos”, de Jan Bondeson.

O autor nasceu na Suécia, é médico reumatologista; é também professor da Universidade de Wales, Reino Unido. E virou autor de livros de temas bem variados, como anomalias médicas e da zoologia, ou este sobre mistérios históricos.

MITO FRANCÊS

No caso, são mistérios no sentido de “conspirações”. Um capítulo trata da história do herdeiro do trono francês depois da Revolução de 1789; o que teria acontecido com o “delfim” Luís 17? Tornou-se um mito nacional francês.

Outro capítulo trata do misterioso caso do alemão Kaspar Hauser, um menino que teria vivido preso muitos anos em um calabouço. Muitos suspeitavam que ele seria o príncipe de Baden. A história foi filmada pelo premiado cineasta alemão Werner Herzog em 1974 (“O Enigma de Kaspar Hauser”). É um mito nacional alemão.

O livro também inclui capítulos sobre um imperador russo e sobre a realeza e a aristocracia britânicas. Outros mitos nacionais.

Bondeson é cético e cita um bom número de testes científicos para analisar os “impostores”. Testes de DNA disponíveis a partir da década de 1990 ajudaram a resolver vários dos casos.

Mas não se trata apenas de ciência versus pseudociência.

Escreve o autor: “outro tema recorrente neste livro é o choque entre a história convencional e acadêmica com a versão romântica da história divulgada por amadores e teóricos de conspiração.

Atualmente, um abismo intransponível separa o professor de história de Oxford, que escreve doutos artigos sobre agricultura medieval, ou pontifica sobre as complexidades das leis francesas na época de Luís 16, e o teórico de conspirações que tentar provar que William Gladstone era Jack, o Estripador, ou que Adolf Hitler escapou do bunker de Berlim e viveu até uma idade avançada”.

Só para encerrar. Um livro de autor argentino sobre essa sandice de Hitler foi publicado não faz tão tempo assim no Brasil…

OS GRANDES IMPOSTORES
AUTOR Jan Bondeson
TRADUÇÃO Paulo Afonso
EDITORA Difel
QUANTO R$ 39 (384 págs.)
AVALIAÇÃO bom

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *