Últimas

Em 24 anos sem Mundial, Galvão Bueno acreditava ser o "pé frio" da Seleção

O narrador Galvão Bueno contou na tarde desta quinta-feira sobre a emoção de narrar o título Mundial conquistado pelo Brasil, em 1994, após o jejum de 24 anos. A Seleção brasileira jogou a final da Copa do Mundo contra a Itália, vencendo a rival somente na cobrança de pênaltis.

“A Copa de 94 [realizada nos Estados Unidos foi a maior emoção na minha carreira]. Imagine você, William Bonner, pulando ao lado de Pelé, o Arnaldo do lado de cá, e o meu óculos já caindo, coisa ridícula. E, de repente, a nossa imagem aparece no telão… Foi para o mundo inteiro, cara”, relatou Galvão, em vídeo publicado na página do “Jornal Nacional” no Facebook.

Durante o jejum de 24 anos sem o título de uma Copa do Mundo –o último havia sido no México, em 70–, Galvão acreditava ser o “pé frio” da Seleção brasileira. “E outra coisa: eram 24 anos sem título. Eu tinha certeza que a Seleção tinham dois pés frios: o Luciano do Valle e eu [os dois que narravam os jogos do Brasil]”, brincou Galvão.

O momento que marcou a carreira do Galvão Bueno marcou a vida de milhões de brasileiros. #Globo50 Veja mais aqui: http://bit.ly/1CM0OvB

Posted by Jornal Nacional on Quinta, 9 de abril de 2015

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *