Últimas

Em Cúpula, presidente do Equador crítica EUA e a "elite latino-americana"

Publicidade

Rafael Correa (Equador) fez um discurso marcadamente crítico aos Estados Unidos e às “elites latino-americanas”.

“Devemos entender que as Américas são diferentes”, declarou, ao defender que a OEA seja mediadora das relações entre o norte e o sul.

Depois, atacou “as elites que hoje denunciam abusos de direitos humanos porque já não têm hegemonia ou seus interesses estão em jogo.” E, sobre liberdade de expressão, acrescentou: “Quando as elites latino-americanas dizem que não há liberdade de imprensa é porque seus meios de comunicação não estão mais tendo lucro. Esse é um problema planetário.”

Já o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse que espera encerrar o conflito com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) ainda neste ano, com a entrega das armas por parte da guerrilha. Avesso a colocar datas para o fim do conflito, Santos foi afirmativo com relação ao avanço das negociações, que ocorrem em Havana (Cuba). E acrescentou que com o ELN (Exército de Libertação Nacional), a negociação também está avançada.

Santos também destacou os avanços macroeconômicos da Colômbia e o aumento da classe média com a redução do desemprego.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *