Últimas

Empresário bate Porsche em cinco carros e fere motociclista em SP

Publicidade

Um empresário foi preso pela Polícia Militar na noite de sexta-feira (17) após bater o Porsche que dirigia contra cinco veículos e ferir um motociclista na zona leste de São Paulo.

De acordo com a PM, Claudio Lysias Spina, de 45 anos, dirigia em alta velocidade um Porsche Cayenne branco na contramão de uma rua na Mooca, quando colidiu contra outro veículo.

O empresário, em seguida, bateu em uma moto. Com o impacto, o jovem de 20 anos foi jogado contra um outro carro. O empresário, segundo a polícia, fugiu do local sem prestar socorro à vítima, que ficou gravemente ferida e foi levada para o hospital de Heliópolis, onde está internada em estado grave.

A reportagem não conseguiu falar com o empresário na tarde deste sábado (18). Procurada, a Secretaria de Segurança Pública não soube dizer se Spina já constituiu advogado.

Edison Temoteo/Futura Press/Folhapress
Motorista de Porsche bateu em cinco veículos e feriu motociclista na sexta-feira
Motorista de Porsche bateu em cinco veículos e feriu motociclista na sexta-feira

O motorista do Porsche bateu ainda em um carro que estava estacionado e que, com a colisão, foi jogado contra mais um veículo, que também estava parado.

Sempre de acordo com a PM, Spina desceu do automóvel e tentou fugir a pé, mas foi parado por pessoas em uma rua próxima. A policiais militares ele afirmou que tentava socorrer o primo que passava mal.

Segundo o empresário disse aos policiais, ele bateu no primeiro veículo e na moto ao tentar desviar de um carro que o forçou a jogar seu Porsche na contramão. Segundo a polícia, Spina afirmou ainda que não prestou socorro ao motociclista porque temia ser agredido pelas pessoas que estavam no local.

Após ser preso, o empresário passou por um teste para determinar se estava embriagado, mas o resultado deu negativo. Apesar disso, a PM pediu que o motorista fosse encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde passaria por um exame de alcoolemia.

O caso foi registrado como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, omissão de socorro, fuga de local de acidente, direção perigosa de veículo na via pública, perigo para vida ou saúde de outrem e colisão.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *