Últimas

Ex-OGX, Ogpar negocia parar atividades no campo Tubarão Azul

Publicidade

A petroleira Óleo e Gás Participações, a ex-OGX fundada por Eike Batista, informou nesta terça-feira estar em negociações com a OSX 1 Leasing BV, seus credores e OSX Serviços Operacionais sobre a estratégia de interrupção das atividades do Campo de Tubarão Azul, na Bacia de Campos.

As negociações envolvem a liberação da plataforma FPSO OSX-1, respeitando os compromissos com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), informou a empresa, além de renegociações sobre os custos de operação e manutenção da mesma plataforma.

“As companhias intencionam manter as atividades no campo de Tubarão Azul, respeitadas as questões relativas aos limites do reservatório e de viabilidade econômica do referido campo, bem como o acordo de desmobilização ora em negociação”, informou a Óleo e Gás ao mercado.

Em março, a Óleo e Gás, que está em recuperação judicial, fechou acordo com a OSX para suspender os pagamentos de afretamento de plataforma em outro campo, o de Tubarão Martelo, também na Bacia de Campos.

Na ocasião, a empresa fechou a suspensão dos pagamentos por seis meses referentes ao afretamento da plataforma OSX-3.

A celebração do acordo, segundo a companhia, estava alinhada a outras medidas que vêm sendo adotadas pela administração em função da queda acentuada do preço do petróleo.

A Ogpar já foi a empresa mais valiosa do império de Eike Batista. Ao cair, derrubou o empresário junto. No final de janeiro, Batista deixou o conselho da companhia como parte de um processo de reestruturação.

Bens apreendidos de Eike Batista

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *