Últimas

Footstats – Para Suárez, Barcelona pode ter êxito em todas as competições que disputar

Desde que chegou ao Camp Nou, em junho do ano passado, Luis Suárez encontrou seu espaço na parceria com Lionel Messi e Neymar no setor ofensivo do Barcelona. Depois de cumprir suspensão pela mordida no zagueiro italiano Chiellini na Copa do Mundo, Suárez atuou em 31 partidas, marcando 16 gols e dando 12 assistências. Apesar dos números, o jogador não se vê pressionado para balançar as redes e prefere focar no bem do elenco culé como um todo.

“Com o número 9 na camiseta e sendo um atacante, é preciso marcar gols. Sabia meu papel quando vim aqui, mas também tenho que ajudar a equipe. Se ela vai bem, tanto faz que seja Leo Messi, Neymar, Andrés, Pedro ou qualquer outro que marque, o time se sentirá bem. Também sou muito autocrítico se jogo mal ou não marco, mas sendo um avançado sempre terei ocasiões, assim que não fico obcecado com marcar gols. Só tenho intenção de ajudar o Barcelona, dar assistências e me mover para qualquer coisa que ajude o grupo. É o que me faz feliz”, afirmou o uruguaio em entrevista à revista da Liga dos Campeões.

Suárez chegou ao Barcelona na janela de transferências do verão europeu do ano passado, com contrato de cinco anos no valor de € 81 milhões (R$ 244,7 milhões). Com grande poderio ofensivo, o Barça ainda segue vivo na briga por três títulos nesta temporada. Além de ser o atual líder do Campeonato Espanhol, o time disputa a semifinal da Copa do Rei da Espanha com o Villarreal no próximo sábado, mas o maior objetivo dos comandados de Luis Enrique na temporada é a Liga dos Campeões. Nos dias 15 e 21 de abril, os espanhóis encaram o Paris Saint-Germain pelas quartas de final da competição. O jogo de ida será no Parque dos Príncipes, em Paris, e os culés terão a oportunidade de decidir a vaga em casa.

O último título do clube no torneio veio em 2010-11, quando o Barcelona venceu o Manchester United por 3 a 1 na final, repetindo o resultado de 2008-09, quando venceu por 2 a 0. Suárez não esconde o desejo de levantar o caneco do mais relevante torneio europeu.

“Todas as competições são importantes, mas ao não ter jogado a Liga dos Campeões por muito tempo, ganhar o título seria bom. É o que sempre quis fazer, e assim tenho que aproveitar a oportunidade. Seria incrível ganhá-la”, admitiu o atleta.

“Jogando em uma equipe como esta, em que todos querem ganhar todos os títulos e cada partida é um sinal de que vamos com tudo, seja a Liga dos Campeões, a Espanhola ou qualquer troféu que podemos ganhar. Basta ter a atitude correta e muita qualidade futebolística que podemos ter êxito. Mas também sabemos que nas partidas importantes, se não nos concentrarmos e não darmos o melhor de nós mesmos, será difícil ganhar”, encerrou.

Fonte: Ig.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *