Últimas

Google cria produtos absurdos e site de trás para frente no 1º de abril



01/04/2015 – 13h56



Publicidade

DE SÃO PAULO

O Google entrou na brincadeira de 1º de abril, como de costume, com algumas modificações em seus sites e softwares – os famosos “easter eggs” da empresa.

A gigante da tecnologia é conhecida por lançar produtos absurdos e introduzir mensagens e “features” escondidos em seus produtos, mesmo quando não é 1º de abril.

Só no último ano, o Google criou uma “mão mágica” para digitar em japonês no celular, um tradutor que transforma tudo em “emojis”, uma versão do Waze (aplicativo de trânsito) que possibilita encontros românticos, o “Google Apps for Business Dogs”, destinado a cachorros no ambiente de trabalho… Há (muitos) outros exemplos.

Veja abaixo as piadas de 1º de abril de 2015 feitas pela empresa.

1. Pac-Man no Google Maps

Uma delas, que lembra uma das brincadeiras do ano passado, é a possibilidade de transformar o Google Maps em um jogo de Pac-Man, bastando clicar em um botão na parte inferior direita da tela.

Em 2014, os usuários do aplicativo podiam capturar Pokémons espalhados pelo mundo nos mapas.

Além da versão para web, o jogo de Pac-Man também funciona no aplicativo para Android, mas com uma dificuldade maior: o usuário tem que encontrar o Pac-Man no mapa para poder jogar.

Reprodução/Google
Google Maps com Pac-Man
Google Maps com Pac-Man

2. Internet em fibra discada

A empresa também tem anunciado alguns produtos absurdos em vídeos do YouTube, como a “internet em fibra discada“. No canal de vídeos do “Google Fiber”, que é um serviço provedor de internet nos Estados Unidos, foi publicado um vídeo anunciando o “Dial-Up mode” (“modo de internet discada”).

“A barra de ‘carregando’ é um sinal para muitos de nós de que temos que cuidar das coisas pequenas – como fazer um café, fazer uma pausa para ir ao banheiro, ou só brincar com o cachorro. Nos avisaram que as conexões quase instantâneas do ‘Fiber’ privaram as pessoas desse tempinho. Então estamos apresentando o ‘Dial-Up Mode’ para que a sua conexão fique mais lenta. Relaxe a aproveite a conexão de 56k para recuperar esses momentos”, diz a descrição do vídeo.

Dial-Up Mode

3. Teclado sem teclas

Há ainda o “teclado sem teclas“, produto anunciado pelo Google Japão para quem quer digitar sem usar as mãos.

É um apito de festa de aniversário que se conecta ao seu celular via Bluetooth, útil para quem está dirigindo ou ocupado no cabeleireiro.

Keyless Keyboard

4. Google Panda

Mas por que usar um teclado sem teclas para digitar se você poderia usar um Google Panda? É exatamente o que parece: um mecanismo de busca que, na verdade, é um pequeno panda.

O conceito também é uma criação do Google Japão. “Desde o começo, o Google tem tudo a ver com buscas. Com o desktop, com o celular, e agora com voz. O que nós queremos fazer é dar um salto para um mundo onde as pessoas não precisam procurar mais. Um produto que é tão incrível, que você vai poder lhe perguntar qualquer coisa, mas tão fofo que você vai querer abraçá-lo”.

Panda

5. Smartbox

Além disso, o Google anunciou o Smartbox, que é o Inbox – aplicativo para gerenciar e-mails – feito para filtrar a correspondência física.

“Estamos cada vez mais conectados, mas o correio continuou quase igual. As cartas ficam ali, em uma caixa, o dia todo. Achamos que é hora de mudar”.

Smartbox

6. #ChromeSelfie

Outra novidade nos aplicativos do Google é a “#ChromeSelfie“. Ao usar o navegador Google Chrome no celular, é possível tirar uma selfie, capturando a sua reação ao que está sendo lido.

No exemplo dado pela empresa, uma pessoa lê a notícia de que Zayn abandonou o One Direction e registra sua reação de descontentamento.

Com a “#ChromeSelfie”, o celular faz automaticamente um “print screen” da selfie junto à pagina que estiver aberta no navegador.

Reprodução
Chrome Selfie, do Google
Chrome Selfie, do Google

7. Elgoog

E, por último, temos o Elgoog (Google ao contrário), onde é possível usar o mecanismo de busca invertido horizontalmente. É igual ao Google, mas espelhado.

Com o endereço “http://com.google”, o site é também o primeiro uso do domínio “.google” feito pela empresa.

“Uma versão invertida do Google.com, uma brincadeira do Google. Disponibiliza uma versão invertida do site do Google, conhecida como Google de trás para frente”, diz a descrição do endereço de internet.

Quando alguém procura “Elgoog” no Google, há alguns links de outras brincadeiras nos resultados relacionados: Google debaixo d’água, jogo de “Snake” do Google, papéis de parede do “Bing” (uma piada com o buscador concorrente, da Microsoft), entre outros.

Reprodução
Google ao contrário
Google ao contrário

  • Últimas notícias 
  •  


Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *