Últimas

Ingrid Guimarães diz que será meio dona Nenê em seriado que substitui 'A Grande Família'



07/04/2015 – 14h20



Publicidade

LOUISE SOARES
COLABORAÇÃO PARA O “F5”, DO RIO

Ingrid Guimarães, 42, tem suado para interpretar a cabeleireira Marlene de “Chapa Quente”. O seriado, como o próprio título sugere, tem como uma das suas propostas mostrar situações humorísticas que surgem em temperaturas acima de 40º C e, para isso, o elenco teve de se acostumar a gravar com calor.

“A gente grava quase todas as cenas com suor. Antes de todo mundo começar a suar, eles borrifam água na gente. O calor altera o humor, deixa a minha personagem irritada. É um retrato de uma parte do Brasil onde as pessoas vivem na chapa quente e todas as emoções vivem à flor da pele”, disse a atriz.

Na série, Marlene é dona de um salão de beleza no município de São Gonçalo, no Rio, e sustenta a família enquanto o marido, Genésio (Leandro Hassum), procura um emprego fixo. Descrita pela atriz como uma heroína politicamente incorreta, ela está longe de ser a figura clássica da matriarca, como a dona Nenê de “A Grande Família”, cujo horário será ocupado pelo novo seriado.

"Chapa Quente"

“É meio dona Nenê (Marieta Severo) e meio Marilda (Andrea Beltrão). Ela é uma heroína politicamente incorreta, que bebe, fuma, toma um remedinho de vez em quando. Mas ela não consegue segurar a onda como a dona Nenê segurava”, conta.

Responsável por atrair grandes públicos ao cinema com os filmes de “De Pernas para o Ar” (2010), “De Pernas para o Ar 2” (2012) e “Loucas para Casar” (2015), Ingrid reconhece que é mais difícil para uma mulher ser comediante do que para um homem.

“Eu já fiz várias protagonistas de filme e peço para colocar uma cena em que mostre o que a gente fala com as amigas na mesa. Só que o que a gente fala nessas situações, muitas vezes, pode assustar a família brasileira. Mas se você bota o Leandro Hassum e o Lúcio Mauro Filho falando loucuras, todo mundo ri. É um país machista”, desabafa.





  • Últimas notícias 
  •  


Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *