MEC prorroga para 29 de maio prazo para renovação de contratos do Fies

Publicidade

Os estudantes que possuem contratos ativos do Fies terão um prazo adicional para solicitar a renovação do financiamento estudantil.

O prazo inicial para os pedidos se encerraria em 30 de abril, mas o Ministério da Educação decidiu prorrogar a data, em portaria a ser publicada nesta sexta-feira (24) no “Diário Oficial” da União. Agora, a data final será 29 de maio.

Balanço mais recente da pasta indica que do total de 1,9 milhão de contratos do Fies em vigor, 296 mil ainda não foram renovados. A extensão vale apenas para estudantes que já estão no programa –a data limite para novos contratos continua sendo o fim deste mês. Até o momento, foram firmados 242 mil financiamentos em 2015.

Em entrevista na manhã desta quinta (23) ao programa “Bom dia Ministro”, da EBC (Empresa Brasil de Comunicação), o ministro Renato Janine (Educação) mostrou otimismo diante da evolução do número de contratos renovados. “Acreditamos que até o dia 30 seja possível completar esse processo do Fies”, disse.

Mas, ponderou que “se houver algum problema que impeça a conclusão desse processo até o dia 30 de abril, vamos evidentemente prorrogar o prazo”. Ao alongar o prazo, a intenção é dar maior tranquilidade aos estudantes que ainda precisam pedir a renovação –a data de 29 de maio também é válida para aqueles que já possuem o Fies e querem trocar de curso ou instituição ou ainda obter um prazo maior de financiamento.

Editoria de Arte/Folhapress

PLATAFORMA ÚNICA

Ao responder perguntas no programa, Janine afirmou que a intenção agora é simplificar o acesso do aluno às diferentes formas de entrada no ensino superior: Sisu (sistema em que são ofertadas vagas em instituições públicas), Prouni (bolsas para alunos de baixa renda) e Fies (financiamento para graduações privadas).

“A ideia é a seguinte: você não tem que entrar três vezes em plataformas diferentes ou entrar três vezes na mesma plataforma e preencher tudo. Uma vez feita a primeira inscrição [e sem obter sucesso], é só afirmar [interesse no programa seguinte]”.

Até então, os pedidos de contratos do Fies poderiam ser feitos ao longo de todo o ano. Agora, a exemplo dos demais sistemas, o MEC definirá previamente o número de financiamentos disponíveis, com definição de um calendário próprio.

No final do ano passado, o MEC adotou mudanças no programa federal, como exigência de desempenho mínimo no Enem para acesso ao Fies e maior rigor sobre a qualidade dos cursos financiados. A partir disso, estudantes passaram a relatar dificuldade em acessar o sistema do financiamento e em renovar os contratos.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *