Últimas

Neymar faz gol e chia, Barça vacila contra Sevilla e vê aproximação do Real

O Sevilla recebeu o Barcelona neste sábado pelo Campeonato Espanhol e esteve próximo de perder sua invencibilidade de 32 jogos em casa. No entanto, depois de abrir 2 a 0 no primeiro tempo, o Barça cedeu o empate por 2 a 2.

O Barça chegou a abrir 2 a 0 no primeiro tempo, mas diminui ainda no primeiro tempo. Com os resultados deste domingo, o Barcelona se manteve na liderança do Espanhol, com 75 pontos, mas viu o Real Madrid chegar a 73 ao vencer o Eibar e diminuir a diferença. O Sevilla chegou a 62.

A partida teve uma atuação destacada de Neymar, principal referência ofensiva do Barcelona no primeiro tempo – além de dar o passe para o gol de Messi, ele mesmo marcou um gol. No segundo tempo, porém, o brasileiro foi substituído e demonstrou sua insatisfação no banco de reservas.

Os dois times voltam a entrar em campo agora no meio da semana por competições europeias. Na quarta-feira, o Barça visita o Paris Saint-Germain pelas quartas de final da Liga dos Campeões; no dia seguinte, o Sevilla hospeda o Zenit St. Petersburgo pelas quartas da Liga Europa.

Fases do jogo
Mesmo jogando fora de casa, o Barcelona não precisou de muito tempo para abrir o placar. Aos 13 min do primeiro tempo, Neymar encontrou Messi do lado direito da área; o argentino recebeu, limpou a marcação e arrematou sem dar chances para o goleiro Sergio Rico.

O brasileiro também conseguiu balançar as redes – e com estilo – aos 30 min: em cobrança de falta pela esquerda, Neymar cobrou com categoria e mandou no ângulo de Sergio Rico, que nem saiu do chão para defender.

De quebra, o Barça ainda teve duas boas chances para fazer 3 a 0 ainda antes do intervalo. Primeiro, Suárez tabelou com Messi pela esquerda e tocou por cima do goleiro aos 33 min; depois, aos 44 min, Messi bateu falta semelhante à de Neymar, mas de pé esquerdo, e facilitou para o goleiro Sergio Rico.

Com a desvantagem de 2 a 0, o Sevilla passou a se lançar ao ataque e a criar oportunidades ofensivas. Aos 34 min, Iborra chutou e acertou o travessão. Aos 37 min, Banega arriscou de fora da área e acertou o canto de Claudio Bravo, fazendo 2 a 1. E, de quebra, Banega só não fez o segundo dos anfitriões aos 39 min porque foi travado na hora de concluir.

No segundo tempo, o Sevilla encarou uma marcação mais atenta, e teve dificuldades para buscar oportunidades de empate. Aos 11 min, Bacca dominou na esquerda, cortou para dentro e chutou, mas mandou por cima. O Barça também teve chances, com Suarez aos 5 min e com uma bicicleta de Mathieu aos 12 min, mas desperdiçou ambas.

Quando o Barça deu espaço, o Sevilla não desperdiçou: aos 38 min, Reyes arrancou pela direita, e acionou Vidal; o camisa 22 foi à linha de fundo e tocou rasteiro para que Gameiro aparecesse livre na área, escorando para empatar a partida.

O melhor: Neymar Não gostou de ser substituído por Xavi no Segundo tempo. Mas foi fundamental no primeiro, dando o passe para o gol de Messi e marcando seu próprio. Após o intervalo, acabou “sacrificado” por Luís Enrique, que precisava de combate no meio de campo.

O pior: Suárez Não foi uma tragédia, mas teve duas chances de marcar seu gol, mandando as duas para fora – na oportunidade do segundo tempo, teve o gol aberto e mandou por cima. A impressão custaria caro no segundo tempo, quando o Sevilla cresceu.

Para saber
O último gol de Neymar pelo Barcelona havia sido marcado em um “distante” 4 de março, quando o Barcelona venceu o Villarreal fora de casa por 3 a 1. No entanto, depois disso, o camisa 11 já havia balançado as redes: no dia 26 de março, marcou na vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a França, em amistoso no Stade de France.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *