Últimas

Policiais militares envolvidos na morte do menino Eduardo são afastados


Eduardo de Jesus foi sepultado na tarde de segunda-feira no município de Corrente, no Piauí

Foto:  Reprodução

Rio – Os dois policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Alemão, que admitiram ter disparado tiros no momento em que o menino Eduardo de Jesus Pereira, de 10 anos, foi atingido na cabeça, foram afastados de suas atividades e respondem ao Inquérito Policial Militar (IPM). Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), os PMs, que não tiveram seus nomes divulgados, prestaram depoimento na Divisão de Homicídios (DH) da Capital e também tiveram seus fuzis apreendidos para o confronto balístico.

Além dos dois PMs, a Polícia Civil já ouviu mais 14 pessoas, entre elas outros nove policiais militares. O delegado Rivaldo Barbosa afirmou que até a próxima semana a DH vai realizar a reprodução das mortes de Eduardo e de Elizabeth Alves, de 40 anos, que também morreu vítima de bala perdida no Alemão na semana passada.

Nesta terça-feira, 13 líderes comunitários do Complexo do Alemão se reuniram na sede da DH com o delegado. De acordo com a Polícia Civil, o objetivo do encontro foi abrir o diálogo com a comunidade. Eles não descartam a hipótese de que após a reunião outras testemunhas das mortes de Eduardo e Elisabeth procurem a delegacia.

Recapacitação de PMs começa nesta terça

A partir desta terça-feira, 60 policiais da UPP Nova Brasília iniciam treinamento com equipes que integram o Comando de Operações Especiais — Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Batalhão de Polícia de Choque, Batalhão de Ações com Cães (BAC) e Grupamento Aeromóvel (GAM). Os PMs receberão instruções técnicas de autoproteção nas áreas de atuação, uso de armamento, abordagem e primeiros socorros.


LEIA MAIS: PM realiza operações no Complexo do Alemão

Segundo a CPP, a capacitação é mais uma etapa do realinhamento operacional das UPPs, que passam por processo de reorganização. Também haverá aulas sobre Polícia de Proximidade com policiais da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Esta é a segunda UPP a passar pelo treinamento: a primeira foi a da comunidade do São João, no mês passado.

O corpo do menino Eduardo de Jesus foi sepultado na tarde de segunda-feira no município de Corrente, no Piauí. Já Elizabeth Alves foi sepultada na última sexta, no Cemitério de Inhaúma, na Zona Norte.

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *