Políticos lamentam morte do filho mais novo de Geraldo Alckmin

São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff emitiu uma nota oficial expressando pesar pela trágica morte do filho mais novo do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Thomaz Alckmin morreu em um acidente de helicóptero ocorrido na tarde desta quinta-feira, na Estrada da Fazendinha, no município de Carapicuíba, Zona Oeste da Grande São Paulo.

Na nota, a presidenta presta solidariedade ao governador e à primeira-dama, Maria Lúcia Alckmin, e também aos parentes das outras vítimas. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, mais quatro pessoas morreram na queda do helicóptero.


O filho caçula do governador, Thomaz (à esquerda), ao lado dos irmãos Sophia e Geraldo

Foto:  Reprodução Facebook

“Com muito pesar e tristeza, apresento ao governador Geraldo Alckmin e à sua esposa, senhora Maria Lúcia Alckmin, meus sinceros e profundos pêsames pela morte de seu filho Thomaz Alckmin, que estava entre as vítimas do trágico acidente de helicóptero, ocorrido em São Paulo. Presto, neste momento de dor e consternação, minha solidariedade e sentidos pêsames aos pais, familiares e amigos das vítimas”, diz o texto divulgado na noite desta quinta-feira pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e o prefeito, Eduardo Paes, também prestaram suas condolências à família Alckmin e das outras vítimas da tragédia.

“É com profunda tristeza que recebo a notícia sobre o trágico falecimento de Thomaz, filho do governador Geraldo Alckmin e sua esposa Lu. Nesse momento de dor, minhas condolências e o mais sincero desejo de conforto aos parentes e amigos das vítimas do acidente”, diz a nota divulgada pela assessoria do governador.

“É com imensa tristeza e consternação que eu e minha esposa Cristine recebemos a notícia da morte trágica de Thomaz, filho do governador Geraldo Alckmin. Não há palavras que confortem o coração do pai e da mãe que perdem um filho. Nesse momento de dor, nossas orações e sentimentos estão com a família Alckmin, para que Deus os console e fortaleça”, o prefeito do Rio de Janeiro prestou sua homenagen à Thomaz Alckmin.


O helicóptero onde estava Thomaz Alckmin caiu sobre uma casa que estava vazia na hora do acidente. Todos os ocupantes morreram

Foto:  Reprodução

Além disso, políticos de diferentes partidos, aliados ou adversários, também usaram as redes sociais para conceder solidariedade ao governador paulista Geraldo Alckmin.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão escreveu no Twitter: “Tristeza profunda. Meus sentimentos ao governador Geraldo Alckmin, à dona Lu e à família pela perda do filho Thomaz Alckmin”.

Chefe da Casa Civil do governo paulista, Edson Aparecido, se comprometeu a se manter ainda mais próximo de Geraldo Alckmin nesse momento difícil.

“É uma tristeza muito grande receber a notícia de que o jovem Thomaz nos deixou hoje vítima de um acidente chocante. Um rapaz alegre, tão cheio de vida e projetos. Peço a Deus que conforte à Dona Lu, ao Governador Geraldo Alckmin e seus filhos nessa hora de dor. Eu e minha família seguiremos juntos com vocês no que for preciso”, escreveu no Facebook.

Corpo de filho de Geraldo Alckmin é velado no Albert Einstein

Filho de Geraldo Alckmin morre em queda de helicóptero em São Paulo

No Twitter, o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) se disse consternado com a tragédia. “Consternado com o falecimento de Thomas, filho do governador Geraldo Alckmin, em queda de helicóptero. Meu afeto e minha solidariedade à família”.

Deputado federal pelo PSDB, Ricardo Trípoli lembrou que o filho do governador de São Paulo foi colega de sua esposa. “Thomaz Alckmin era pai dedicado e filho exemplar. Minha esposa, Suzana Tripoli, teve o privilégio de conviver com ele no Colégio Objetivo”, relembrou.

Já a ex-ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário (PT), escreveu no Twitter um protesto contra as manifestações que “desprezem a dor de uma família. Solidariedade não é limitada à opinião política. Alguns deveriam se envergonhar de sua pequenez”, advertiu contra aqueles que, em redes sócias, comemoraram a tragédia.

Com informações do iG

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *