Últimas

Rally Dakar deixa o Chile em 2016

Chile – Agora é oficial: o Chile não fará parte do roteiro do Rally Dakar em 2016. Apesar de diversas especulações que o país estaria sem condições de investir os US$ 7 milhões necessários para a realização do evento, o governo local anunciou que desistiu de ser sede por causa das catástrofes naturais que atingiram a região norte. No fim do mês passado, 25 pessoas morreram e cerca de 30 mil foram afetadas por inundações e deslizamentos de terra, que atingiram Atacama, Copiapó e Antofagasta – regiões que fariam parte do percurso da prova.

A ministra do esporte do Chile, Natalia Riffo, afirmou que o país precisa dar prioridade às vítimas dos desastres. Ela, entretanto, não descartou o retorno do evento ao Chile em 2017.

“O país tem que se adaptar à realidade pela qual a região norte está passando. A prioridade atual do governo é ajudar na recuperação do relevo dessa área e encaminhar os recursos para as pessoas que mais necessitam. Depois, estudaremos a possibilidade de retornar ao Dakar em 2017”, disse.

Na edição deste ano, o Chile alegou dificuldades e pagou somente cerca de US$ 4 milhões para receber a prova. Na ocasião, o país alegou que também estava se reerguendo de desastres naturais e que usaria os seus recursos para se recuperar do terremoto ocorrido em Iquique.

Com a ausência do Chile no Rally Dakar, o Uruguai surge como favorito para ser o ponto de partida da próxima edição da prova, que passaria também pela Argentina, Bolívia e Peru. A entidade que organiza o evento, a Amaury Sport Organisation (ASO), vai divulgar o roteiro oficial do evento no dia 16 de abril, em Paris.

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *