Últimas

Santos arranca empate, mas Corinthians assegura 1º lugar geral

Publicidade

Com um gol do atacante Ricardo Oliveira, que chegou ao seu sétimo gol no Campeonato Paulista, o Santos arrancou o empate por 1 a 1 contra o Corinthians neste domingo (05), no Itaquerão, pela 14ª rodada da competição.

Com o resultado, a equipe da Vila Belmiro, que saiu atrás do placar após sofrer um gol do zagueiro Felipe ainda no primeiro tempo, chegou aos 31 pontos, assumindo a vice-liderança da classificação geral, na frente de Palmeiras e São Paulo.

Já o Corinthians, como consolo, continuou invicto no torneio e garantiu o primeiro lugar no geral, o que fez o time do técnico Tite ter assegurado o mando de campo até as fases decisivas da competição.

Na última rodada antes da fase mata-mata, o Corinthians enfrenta o XV de Piracicaba, fora de casa, enquanto o Santos recebe o Rio Claro. Ambos os jogos serão na quarta-feira (08), às 22h.

O JOGO

O Santos veio ao clássico com Elano no meio de campo em busca de ter mais posse de bola no campo de ataque e, assim, evitar ser pressionado pelo Corinthians. Porém, a estratégia santista não surtiu o efeito esperado no jogo. Pelo contrário.

Os corintianos dominaram completamente a partida, principalmente, no primeiro tempo, e se não fosse a trave e o goleiro Vladimir, teriam ido para os vestiários com um placar muito maior que o 1 a 0.

Na jogada de maior pressão, aos 19min, Renato Augusto chutou de longe e acertou a trave. No rebote, Guerrero cabeceou e o goleiro santista fez bela defesa. Depois, na sequência, o camisa 9 corintiano chutou cruzado e o goleiro do Santos fez outra excelente intervenção.

Recuado e sem nenhuma proposta de contra-ataque, a equipe da Vila Belmiro teve Ricardo Oliveira muito isolado entre os zagueiros corintianos, além de Robinho com pouca participação pelo lado esquerdo do ataque.

Com este cenário, o Corinthians chegou ao gol aos 41min. Após cobrança de escanteio de Jadson, o zagueiro Felipe subiu sozinho na pequena área e, de cabeça, abriu o placar para os donos da casa.

Como os corintianos voltaram para o segundo tempo ainda com o domínio dentro de campo, o técnico Marcelo Fernandes promoveu a entrada de Geuvânio no lugar de Elano, o que deixou o time do litoral paulista mais ofensivo.

E, logo em seguida da modificação, o empate aconteceu. Aos 12min, Robinho passou para Chiquinho na linha de fundo cruzar na cabeça de Ricardo Oliveira, que mandou a bola no canto direito, sem chances para o goleiro Cássio.

Depois, nem as entradas de Vagner Love e Petros fizeram o Corinthians voltar a pressionar os visitantes e o placar permaneceu inalterado até o apito final.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *