Últimas

São Paulo completa 20 dias sem técnico. Veja como a diretoria se movimentou

Sem Muricy Ramalho desde o último dia 6 de abril, o São Paulo completa, neste domingo, 20 dias sem um treinador. De lá para cá, vários nomes já foram cogitados, de brasileiros a estrangeiros, sul-americanos a europeus e de apostas a consagrados.

Na sua última entrevista, no entanto, o presidente Carlos Miguel Aidar chegou a cogitar a efetivação de Milton Cruz. Como o UOL Esporte já mostrou, no entanto, a medida pode servir apenas para esperar pela contratação de Jorge Sampaoli, hoje no Chile.

Ainda de acordo com Aidar, Vanderlei Luxemburgo está completamente descartado, assim com Alejandro Sabella.

Confira como a diretoria do São Paulo se movimentou nesses 20 dias:

6 de abril – Adeus, Muricy
Com problemas de saúde, Muricy Ramalho achou melhor deixar o clube do Morumbi. A demissão foi o capítulo final de uma crise que teve na derrota por 3 a 0 para o Palmeiras o seu auge. Milton Cruz foi o escolhido para a sucessão.

7 de abril – Olá, Luxa
Vanderlei Luxemburgo começou a semana como o preferido do comando do departamento de futebol do São Paulo. Depois de dizer publicamente na segunda-feira (6) que preferia contratar um técnico desempregado, o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro foi surpreendido com a informação de que Abel Braga, o sucessor indicado por Muricy Ramalho, tem um acordo prévio com um clube do Oriente Médio. A chegada de Luxa também serviria para que a limpa no departamento de futebol fosse feita.

8 de abril – Ainda dá, Abel!
Abel Braga aceitou na terça-feira (8) a proposta para ser técnico do São Paulo. Depois de recusar a oferta devido ao acerto prévio e milionário com o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, o treinador ouviu da família a preferência por permanecer no Brasil, recuou e respondeu positivamente ao time do Morumbi. O presidente do clube Carlos Miguel Aidar, no entanto, disse que preferia aguardar até sexta-feira (10) um posicionamento do argentino Alejandro Sabella.

9 de abril – E aí, Sabella?
A diretoria do São Paulo mantém contato permanente com Alejandro Sabella e Abel Braga neste momento e tenta definir o mais rápido possível quem será o sucessor de Muricy Ramalho. Segundo relatado pela própria diretoria, algumas das informações passadas pelo argentino são duvidosas.

11 de abril – Luxa em Standby
Para evitar crise de relacionamento, o São Paulo disse, publicamente, que não tinha mais interesse em Luxemburgo e que aguardaria Sabella até o próximo dia 17. A porta, no entanto, ficou bem longe de fechar para o hoje comandante flamenguista.

14 de abril – E aí, Sabella? (2)
O argentino sinalizou que toparia receber até menos do que recebia Muricy Ramalho, mas pediu mais tempo para a resposta. Só no dia 17 de abril o São Paulo saberia se o comandante da Argentina na Copa do Mundo toparia trabalhar no Morumbi.

18 de abril – Um tango argentino
Como na música típica dos hermanos, o sofrimento deu o tom dos últimos dias em que o São Paulo sonhou em contar com Sabella. Com dificuldades até para ser atendido, o clube percebeu que o argentino não gostou que seu nome estivesse envolvido, publicamente, em negociações com o time brasileiro.

20 de abril – Adiós, Hermano
Com o prazo estourado, o São Paulo praticamente abriu mão de contar com Alejandro Sabella. O argentino não atendia mais telefonema e mostrou muito mais interesse em conseguir treinar um clube na Europa. Luxemburgo passou a ser o favorito.

23 de abril – “Eu nem queria mesmo”
Depois de começar a ser pressionado por novos nomes, Aidar apostou que a vaga na segunda fase da Libertadores poderia ser um trunfo para conquistar Sabella. Mas o presidente são-paulino estava errado. Já no dia seguinte após a vitória diante do Corinthians, o presidente decidiu não dar mais chances para o argentino.

24 de abril – De um argentino para outro
A fixação da diretoria são-paulina deve ser ter um argentino no banco. Depois de desistir de Sabella, o São Paulo passou a falar em contratar Jorge Sampaoli, técnico do Chile. A ideia é esperar o fim da Copa América acabar para tentar a contratação. Publicamente, no entanto, Aidar vai manter a aposta em Milton Cruz.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *