Sem vaga! Vasco perde pênalti no fim, leva 5 do Friburguense e é derrotado

Melhor defesa do Campeonato Carioca até o início do jogo deste domingo, o Vasco viu sua zaga amargar a pior atuação na temporada e foi derrotado pelo Friburguense por 5 a 4, no estádio Eduardo Guinle. O Cruzmaltino chegou a sair na frente do placar, mas sofreu a virada e ainda desperdiçou um pênalti já nos acréscimos do segundo tempo, perdendo a chance de conquistar a classificação antecipada. Jorge Luiz (duas vezes), Sérgio Gomes, Felipe e Lucas (contra) garantiram a vitória dos donos da casa. Gilberto (duas vezes de pênalti) e Lucas (duas vezes) descontaram para os visitantes.

Estacionado nos 30 pontos, os vascaínos precisam agora de um empate com o Volta Redonda, na próxima quarta-feira, em São Januário, na última rodada, para garantir um lugar nas semifinais sem depender de combinações de resultado. Já o Friburguense resolveu sua situação no torneio. Com os três pontos, o time espantou o fantasma do rebaixamento.

Fases do jogo: Diante de um campo molhado e acanhado, o Vasco teve dificuldades no início do jogo. Além disso, a boa marcação do Friburguense complicava o Cruzmaltino. Ainda assim, os visitantes saíram na frente. Aos 19 minutos, Gilberto cobrou pênalti sofrido por Júlio do Santos. O gol marcado, no entanto, não mudou o panorama do jogo.

O Vasco seguia com dificuldades e via os donos da casa em melhores condições. O resultado foi uma virada em menos de dez minutos. Após muita pressão, Jorge Luiz, aos 25, e Lucas (contra), aos 28, em disputa de cabeça com o experiente Sérgio Gomes, colocaram o time da Serra na frente do placar.

E o Friburguense seguia mandando na partida. Enquanto isso, o Vasco sentia a falta do capitão Rodrigo, substituído por Anderson Salles após sentir dores musculares. Aos 38, em nova disputa aérea após escanteio, Sérgio Gomes fez 3 a 1 para os serranos. O Vasco ainda diminuiu em novo pênalti, aos 42 minutos, mas os mandantes retomaram a vantagem nos acréscimos do movimentado primeiro tempo: Jorge Luiz recebeu nas costas da zaga, driblou o goleiro Martín Silva e fez 4 a 2.

Na volta do intervalo, o Vasco melhorou sua organização em campo e passou a dominar o jogo. Logo aos 8 minutos, Lucas se recuperou do gol contra marcado. Ele aproveitou bom cruzamento de Bernardo, subiu mais que a defesa adversária e tocou de cabeça para o fundo da rede, diminuindo o prejuízo no placar: 4 x 3.

O time de São Januário até que tentava, mas pecava no último toque e não conseguia chegar ao empate. Tranquilo, o Friburguense administrou a vantagem e ainda fez mais um: 5 x 3. Serginho saiu jogando errado, chutou em cima de Felipe e a bola foi direto para o gol. Lucas, novamente, ainda aproveitou bola disputada na área do time da casa para diminuir e fazer 5 x 4. Gilberto ainda teve um pênalti nos acréscimos para empatar, mas, ao contrário das duas primeiras cobranças, errou. Os serranos seguraram a pressão e venceram a disputa de pouca técnica, mas muita emoção e nove gols.

Melhor: Jorge Luiz – o meia do Friburguense, que já chegou a ser chamado por fãs do time de “Ganso da Serra”, fez dois gols e comandou as jogadas de ataque na vitória sobre o Vasco

Pior: John Cley – perdido em campo, o meia vascaíno não criou absolutamente nada. Peça nula, foi substituído ainda no primeiro tempo

Chave do jogo: Virada rápida. O Friburguense não se intimidou após levar o primeiro gol e virou o placar em menos de dez minutos. Na sequência, manteve sempre a dianteira do placar

Para lembrar: Gol para os dois lados. O volante Lucas marcou o terceiro gol do Vasco e também o segundo do Friburguense (em cabeçada contra). Curiosamente, ele pertence ao time da Serra e está emprestado ao Cruzmaltino até o final de 2015

Com o pênalti desperdiçado por Gilberto no fim, o Vasco perdeu os 100% em cobranças no Campeonato Carioca. Agora, são seis gols e um pênalti perdido

O Vasco fechou a rodada em terceiro lugar, com os mesmos 30 pontos do Madureira. No desempate, o Cruzmaltino tem um ataque mais positivo

FRIBURGUENSE 5 x 4 VASCO

Data: 05/04/2015 (domingo)
Local: Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo (RJ)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Auxiliares: Luis Claudio Regazone (RJ) e Daniel do Espírito Santo Parro (RJ)
Cartões amarelos: João Victor e Cadão (FRI); Júlio dos Santos, Christiano e Gilberto (VAS)
Gols: Gilberto, aos 19 e aos 42 do primeiro tempo, e Lucas, aos 8 e aos 40 do segundo tempo (VAS); Jorge Luiz, aos 25 e aos 46, Lucas (contra) aos 28, e Sérgio Gomes, aos 38 minutos do primeiro tempo, Felipe, aos 31 do segundo tempo (FRI);

Friburguense
Marcos; Sérgio Gomes (Damião), Cadão, Pierre e Flavinho; Bidu, João Vitor (Felipe), Leo (Zé Vitor) e Jorge Luiz; Jefferson e Caíque
Técnico: Gérson Andreotti

Vasco
Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo (Anderson Salles) e Christiano; Serginho, Lucas, Júlio dos Santos e Jhon Cley (Yago); Bernardo (Matheus Índio) e Gilberto
Técnico: Doriva

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *