Últimas

Tite evita falar sobre expulsão de Sheik e vê derrota como jogo isolado

O cartão vermelho de Emerson Sheik a 18min do jogo prejudicou o Corinthians, mas não foi comentado na análise de Tite depois da partida. Com um jogador a mais em quase todo o clássico, o São Paulo foi superior no Morumbi e obteve sua classificação com vitória por 2 a 0. 

“Tem outros aspectos a considerar e não vão tirar de mim coisas de cunho interno. Pela experiência e respeito que tenho, vocês (jornalistas) são porta-vozes do torcedor…saiba que existe responsabilidade muito grande, mas que problemas do vestiário são resolvidos dentro do vestiário”, comentou Tite.

“Tenho bastante tempo e credibilidade com torcedor corintiano para dizer que ninguém passa a mão em ninguém. Não vou externar coisas do vestiário. (…) Claro que não queremos ter jogadores expulsos. Tenho bagagem para não externar meus problemas. Disciplina eu prego muito”, limitou-se a dizer o treinador.

Em sua análise, Tite citou uma partida com fatos inusitados que determinaram a derrota, mais especificamente os vermelhos de Sheik e também Mendoza, já na etapa final. “O Corinthians fez um primeiro tempo abaixo de seu padrão normal, mas teve muitos incidentes dentro do jogo que determinaram isso”, comentou.

“O São Paulo começou melhor botando volume maior e procuramos equilibrar com posse de bola e contra-ataque. Não vou falar de arbitragem, há pessoas habilitadas, que façam, eu não vou fazer. Se perde o jogador da velocidade (Sheik) muito cedo. Pensei em puxar velocidade com Mendoza. Tentei com Renato (Augusto) por fora e faltava infiltração”, disse ainda sobre o primeiro tempo no Morumbi.

Na próxima fase, o Corinthians enfrenta o Guaraní-PAR, ainda sem data fechada. Já o São Paulo pegará o Cruzeiro. 

Confira as principais respostas de Tite:

ENTRADA DE MENDOZA OCORREU APÓS 20 MINUTOS AQUECENDO
Sobre Mendoza, o jogo fala. O técnico está para observar o jogo. Queria ver como a equipe ia reagir (após vermelho de Sheik) com essas modificações, mexendo a estrutura como foram outras vezes.

SABIA QUEM PEGARIA COM DERROTA POR 2 A 0?
Vou falar uma vez só. Dou minha palavra de honra que pensei, acabando o jogo, que era o Atlético-MG. É a minha palavra.

QUEDA DO CORINTHIANS
Em momentos errados, o futebol tem evoluções e pequenos retrocessos para retomada. Dentro de acúmulo de jogos decisivos que tem. Não dá para avaliar porque houve uma série de incidentes. O desenho desse jogo é bastante amplo.

ÁPICE DO TIME VEIO CEDO?
Depende da avaliação e do nível de conhecimento de cada um sobre formação de equipe. Não vou policiar comentaristas, conceitos, só passo ideia de construção de equipe. Daqui a pouco retoma padrão. Sente a qualidade dos adversários. (…) Tudo é construção de equipe.

DESGASTE
Assim como o conjunto da equipe está fadigada. Está cansada, física e mentalmente. Ela precisa sim de um descanso, é notória a situação, é no aspecto físico e mental. (…) Não queríamos que fosse assim. Agora teremos sete dias para poder jogar de um jogo a outro.

CRISE?
A gente estrutura, monta a equipe, cresce enquanto equipe. Perdeu classificação nos pênaltis para o Palmeiras. Se tivesse (ganhado), (diriam que ) retomou. Fez baita de primeiro tempo (contra o Palmeiras), buscou o placar, o Fernando (Prass) fez duas defesas extraordinárias. Agora seria “olha a invencibilidade”. O futebol é assim.

LUCIANO E MALCOM SEM ESPAÇO
Não é uma relação de confiança. É de competir dentro da própria equipe, são os gols e atuações do Emerson, são gols e atuações do Mendoza que determinaram. E eles sabem disso também.

GUARANÍ-PAR
Não conheço, não vi…vi um jogo da Libertadores. Vi um só, acho, mas vou buscar e te respondo.

VOLTA DE GUERRERO
Não ouvi quase nada, até para ficar focado. O Fábio (Mahseredjian, preparador físico) falando com Dr Julio (Stancati, médico) e falou assim. Começa quando? Quinta, mas só na academia os primeiros dois dias. Não pode se expor ainda. Vai depender da evolução dele (o retorno). A gente não vai pagar vitória com saúde de ninguém. 

JOGAR CLASSIFICADO OU NÃO
Sim, é diferente. Humanamente é diferente. Absolutamente não se retiram méritos do adversário, mas é sim. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *