Últimas

TUF estreia com nocaute de cinema e Anderson preocupado com 'vandalismo'

Ainda sob a sombra do doping de Anderson Silva, o The Ultimate Fighter Brasil 4 estreou na madrugada desta segunda-feira na Globo. Como é tradicional, o primeiro episódio foi focado na primeira série de lutas do reality show, para definir os classificados a entrar na mansão dos lutadores e seguir na disputa por dois contratos do UFC: um na categoria galo e um na leve. Bruno Korea foi o destaque da noite, com um nocaute avassalador.

Nesta edição, Anderson Silva e Maurício Shogun foram selecionados como técnicos, mas o ex-campeão dos médios só ficará por três episódios, por conta de seu caso de doping – Anderson foi retirado do reality a pedido da Comissão Atlética de Nevada. Um dos enfoques deste programa de estreia foi o fato de as gravações serem em Las Vegas, sendo a primeira viagem ao exterior de muitos participantes. Nas outras edições, São Paulo sediava as gravações.

“Tô animado, é uma experiência nova. Eu sempre comentei com meus alunos que acho que sou melhor treinador que lutador. Acredito que vou poder passar minha experiência para que eu possa ajudá-los”, disse Anderson, que nesta fase da gravação ainda não imaginava que seria excluído. Ele ainda pediu: “evitem vandalismo, porque isso não combina com nenhum lutador”, disse, citando temporadas anteriores marcadas pelas pegadinhas e bagunça dos lutadores.

Os participantes ganharam de presente do UFC uma ida ao UFC 183 – realizado no fim de janeiro – para acompanhar a vitória de Anderson Silva sobre Nick Diaz.

De volta à fase de lutas, metade dos classificados a morar na mansão dos lutadores foi decidida. Avançaram Bruno Korea, o argentino Nazareno Malegarie, Joaquim “Neto BJJ” Silva, Dileno Lopes, Matheus Nicolau, Glaico “Nego” França, Bruno “Bulldog” Silva e Erick “Índio Brabo” da Silva.

A melhor luta do episódio de estreia do TUF Brasil 4 foi de pesos galo. Bruno Korea Mesquita, do Rio de Janeiro, enfrentou o ex-graduando em química Franklyn “Arrocha” Santos, do Sergipe.

Especialista em taekwondo, Korea demorou a se soltar, mas, quando conseguiu, venceu com direito a show. Um chute rodado atingiu em cheio o rosto de Arrocha, e foi o suficiente para definir o nocaute.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *