Últimas

Vereador cita o fim do mundo e a "marca da besta" para inibir chip em humanos

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O vereador Carlos Fontes (PSD) de Santa Bárbara d’Oeste (SP) criou um projeto de lei que proíbe a implantação de chips em moradores do município. A justificativa utilizada por ele é baseada na Bíblia e cita ainda o fim do mundo, com a intenção de impedir uma ordem satânica mundial que é representada pela “marca da besta”, onde todas as pessoas supostamente seriam marcadas, na pele, com dispositivos rastreadores.

Tendo em conta que o fim dos tempos se aproxima, é preciso que as leis se antecipem aos futuros acontecimentos. Sendo assim, urge que se proíba a implantação em seres humanos de chips ou quaisquer outros dispositivos móveis que permitam o rastreamento dos cidadãos.

O parlamentar, evangélico, afirmou que a ideia de implantar chips em humanos vem sendo trabalhada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com a finalidade de tornar o dispositivo elegível para registrar todas as atividades das pessoas, como viagens ou compras, por exemplo.

Ele cita ainda que a estratégia está relacionada a uma profecia do fim do mundo, onde as pessoas que não possuírem a tal marca da besta não poderão ser inseridas ou fazer parte da sociedade. Segundo a Câmara, o projeto foi protocolado no Legislativo de Santa Bárbara na última segunda-feira (27) e será analisado pelas comissões, que decidirão se ele entrará em votação.

Fontes defende o livre arbítrio para as pessoas, e cita ainda um capítulo do livro Apocalipse, da Bíblia, para justificar a tese de que os chips, de fato, representam uma nova ordem mundial satânica.

A Bíblia Sagrada, no livro de Apocalipse, diz que todas as pessoas deverão ter marcas na mão ou na testa para se inserir na sociedade, seria a marca da besta. Eu não quero ir contra a palavra de Deus, mas quero alertar a população sobre essa imposição. O projeto pede a proibição, mas as pessoas têm direito de escolha.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *