Últimas

Artilheiro da noite, Anderson Aquino garante que tendência do Santa Cruz "é melhorar"

Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press
Depois de fazer o gol do título tricolor no Pernambucano, Aquino foi às redes pela primeira vez no Brasileirão

Saiba mais

A torcida do Santa Cruz vinha acostumada a contar com atacantes goleadores. Mas em 2015, A realidade tem sido outra. Nem mesmo a conquista do último Campeonato Pernambucano foi capaz de ofuscar a carência extrema do time no setor. A derrota tricolor na estreia na Série B parecia indicar que o problema iria persistir. Mas a porteira finalmente abriu contra o Paraná. Dos quatro gols marcados, três foram feitos por Anderson Aquino (dois) e Nathan, atacantes de ofício. E a sensação após o jogo não poderia ser outra que não alívio.

A noite prolífica dos atacantes tricolores foi o principal tema da entrevista de Anderson Aquino após a partida. O artilheiro da noite não escondeu: a pressão vinha perturbando os jogadores do setor. Mas todos eles vinham trabalhando bastante para, cedo ou tarde, acabar com o jejum. “A cobrança está vindo muito forte, e é normal, a gente está acostumado. Principalmente o ataque, que tem o dever de fazer os gols. A gente estava muito incomodado com isso, mas está trabalhando firme, e tinha certeza que uma hora ia começar a sair, como saiu hoje. Tenho certeza que o próximo que vai sair pode ser o do Bruno (Mineiro), depois o do Waldison, assim como saiu o do Nathan”, afirmou.

Aquino falou ainda sobre sua forma física, que foi assunto durante os meses em que ele não conseguia entrar em campo com regularidade e intensidade para aguentar uma partida inteira. Segundo ele, esse problema faz parte do passado. “Eu estou bem fisicamente, aguentando os 90 minutos numa intensidade muito boa. É lógico que tem que melhorar, criar mais espaços ainda. A gente tem um meio-campo com jogadores de criação muito bons, que acham esse espaço para a gente. Então, a gente tem que se movimentar cada vez mais. Estou feliz com meu desempenho, mas a tendência é melhorar”, garantiu.

O atacante voltou a citar outro fator que, para todo o elenco do Santa Cruz, tem sido um dos principais empecilhos ao crescimento do time: a falta de jogos. Mas depois de só disputar quatorze partidas ao longo de mais de três meses, Aquino espera que o Brasileiro faça o Tricolor engrenar de vez. “Foi muito tempo para pouco jogo. A gente sentiu muito isso, e agora, com uma sequência maior de jogos, a tendência é melhorar. Porque é o que dá entrosamento mesmo. Então a gente está feliz com o desempenho do time, tanto no primeiro jogo como nesse. Mostramos nossa força, e tenho certeza que os outros times vão respeitar muito o Santa Cruz”, finalizou.

Fotos: Santa Cruz goleia o Paraná por 4 a 1 no Arruda

Não existe uma descrição para essa imagem ou galleria

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *