Últimas

Campanha do governador do Paraná teria recebido dinheiro de propina

sábado, 16 de maio de 2015 – 09h53

Atualizado em
sábado, 16 de maio de 2015 – 09h53


PSDB nega que campanha de Richa tenha recebido dinheiro de propina / Eduardo Anizelli/FolhapressPSDB nega que campanha de Richa tenha recebido dinheiro de propina
Eduardo Anizelli/Folhapress

A campanha pela reeleição do governador do Paraná, Beto Richa, recebeu parte da propina desviada pelo esquema de corrupção que funcionou na Receita Estadual, disse o auditor fiscal Luiz Antônio de Souza em delação premiada. O PSDB negou tal informação.

As fraudes estão sendo investigadas pelo Ministério Público na Operação Publicano, deflagrada desde março, e envolvem 62 pessoas. Segundo a delação, a propina foi arrecadada por auditores da Receita Estadual em Londrina e usada para financiar a campanha de reeleição do governador. O advogado de Souza, Eduardo Duarte Ferreira, afirma que, segundo o cliente, foram arrecadados R$ 2 milhões em fevereiro de 2014 para a campanha de Richa.

O governador não quis comentar o assunto.

Ainda de acordo com o advogado, Souza afirma que não teve contato direto com o governador, mas que o pedido da propina para financiar a campanha teria sido feito por Márcio de Albuquerque Lima, considerado o chefe da quadrilha na Receita.

O dinheiro, segundo Souza, teria sido entregue por Lima ao empresário Luiz Abi Antoun, parente do governador, acusado também de chefiar uma quadrilha que fraudou uma licitação para o consertos de carros oficiais do Governo do Estado, além de ter participação no esquema da Receita Estadual.

Na campanha pela reeleição, Richa declarou ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná ter arrecadado mais de R$ 25 milhões para um total de despesas de cerca de R$ 29 milhões.

Souza está preso desde o dia 13 de janeiro, quando foi flagrado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) em um motel de Londrina com uma adolescente, 15 anos. Agora o auditor responde por favorecimento à prostituição de menores.



Fonte: Band.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *