Últimas

CBF admite erro e libera nome do patrocinador do estádio do Palmeiras

Publicidade

Antes da partida em que Palmeiras e Atlético-MG empataram em 2 a 2 pela estreia do Campeonato Brasileiro, realizada neste sábado (9), a CBF pediu para que o nome Allianz, que fica estampado na parte inferior do estádio do Palmeiras, fosse coberto.

Segundo informações apuradas pela Folha, o clube não tem a permissão para exibir nenhum tipo de propaganda na segunda parte das arquibancadas. É permitido somente no terceiro patamar. Assim, os organizadores do evento colocaram faixas brancas para que o nome não fosse exposto na transmissão televisiva.

As faixas que escondiam a Allianz, seguradora dona dos naming rights do estádio, no entanto, foram tiradas por funcionários da arena antes da partida e depois recolocadas no lugar. Durante o jogo, foram mais uma vez retiradas, liberando de novo a exibição da marca.

Em nota publicada neste domingo (10), em seu site oficial, a CBF afirma que o nome do patrocinador foi coberto devido ao “excesso de zelo” da empresa encarregada dos procedimentos operacionais nos estádios.

Também foi esclarecido que o problema foi detectado e corrigido pela CBF e que não se repetirá nos demais jogos do Campeonato Brasileiro.

Leia, abaixo, a íntegra da nota.

A Confederação Brasileira de Futebol esclarece que o episódio ocorrido no sábado, na partida entre Palmeiras e Atlético Mineiro, em que o nome Allianz Parque chegou a ser coberto ocorreu em virtude do excesso de zelo da empresa terceirizada encarregada dos procedimentos operacionais nos estádios.

Vale ressaltar que o problema foi detectado e devidamente corrigido pela diretoria de Marketing da CBF e não se repetirá nos jogos do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *