Últimas

CRB vence o Coruripe e conquista o 28º título Alagoano da sua história

O CRB não deixou que a história da temporada se repetisse. Na noite desta quarta-feira (06), com o Rei Pelé lotado, o “Galo” venceu o Coruripe por 2 a 0, confirmou o seu favoritismo e conquistou o 28º título de Campeonato Alagoano da sua história.

O campeão alagoano terá pouco tempo ou quase nada para comemorar o título. Serão apenas dois dias de preparação, até o duelo do próximo sábado diante do Bragantino, na estreia regatiana no Campeonato Brasileiro da Série B.

Já o Coruripe, terá alguns dias de descanso, nos quais a direção vai reavaliar o elenco e possivelmente promover contratações para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D.

O JOGO – 1º TEMPO

A torcida compareceu em grande número e empurrou o CRB para cima do Coruripe. A primeira chance de perigo veio justamente para o time da casa. Após cruzamento de Gleidson, Fernando subiu sozinho e cabeceou para fora.

O Coruripe tentou equilibrar as ações e atacar o time regatiano. Mas, justamente quando abriu espaço, acabou penalizado. Aos 13 minutos, o CRB chegou com Clebinho, que meio de letra, meio de calcanhar, deixou Zé Carlos sozinho, para driblar o goleiro Carlos e mandar para o fundo do gol.

Festa no Rei Pelé e o time alvirrubro resolveu dominar as ações e administrar o resultado. Aos poucos, o Coruripe voltou a atacar e num vacilo de Olívio que tocou mal, Djalma ganhou na velocidade de Gabriel, entrou na área e de frente para o gol, bateu rasteiro, para grande defesa de Júlio César.

Com a partida equilibrada, o CRB ia encaminhando a vitória parcial no primeiro tempo. Porém, no último minuto da etapa, Paulo Sérgio levantou a bola na área, o goleiro Carlos afastou mal e ficou no chão, no rebote, Gleidson emendou para o fundo das redes. 2 a 0 para o CRB, dando números finais ao primeiro tempo.

Thiago Davino - Minuto Esportes

2º – TEMPO

Chegada a hora dos últimos 45 minutos do Campeonato Alagoano 2015 e o CRB queria na verdade, administrar o resultado. O time regatiano tinha maior posse de bola, tentava sair com mais qualidade para o ataque, mas esbarrava no Coruripe que antecipou a marcação e se lançava ao ataque.

A bola parada era uma arma para o Coruripe. Logo no começo, após escanteio, Willames José cabeceou para defesa de Júlio César, que espalmou para fora. Minutos depois, em novo lançamento na área, o lateral Thiago Papel testou forte e mandou no travessão.

Percebendo o crescimento do Coruripe no jogo, o treinador do CRB, Alexandre Barroso iniciou as substituições, aproveitando para parar o jogo e recompor o time. O “Hulk” por sua vez, tentava usar seu limite de forças, já que vem de uma maratona de jogos nas últimas semanas.

Em mais uma tentativa, bola levantada na área, dois jogadores do Coruripe em condições, mas o meia João Paulo não conseguiu bater e nem tocar, acabou apenas jogando em cima de Júlio César, que defendeu e a defesa regatiana afastou em seguida.

Depois da pressão, o Coruripe não conseguiu manter o ritmo e viu o CRB conduzir o resultado até o final. Três minutos foram concedidos, mas o placar se manteve, para festa da torcida regatiana no Rei Pelé. CRB Campeão Alagoano 2015.

 

 

Escrito por: Paulo Chancey Junior

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *