Últimas

Eike Duarte sobre beijo gay em peça: 'Maior desafio da minha carreira'

Eike Duarte posa para o EGO (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Eike Duarte posa para o EGO (Foto: Roberto Teixeira / EGO)

Eike Duarte tem apenas 18 anos, mas já está encarando um grande desafio nos palcos. O ator, que fez o Laerte, personagem de Gabriel Braga Nunes, na primeira fase de “Em Família” e é namorado de Giulia Costa, filha de Flávia Alessandra, está em cartaz com a peça “Meninos e Meninas” no Rio e, em sua entrada final, troca um beijo gay com o colega Gabriel Portela, cena que ainda é um tabu para muita gente e não foi nada fácil de encarar para o rapaz.

saiba mais
EGO NAS REDES SOCIAIS

“Estou fazendo a peça há dois meses. Essa é a terceira temporada e vamos ficar em cartaz até o meio do ano. O que eu mais curto é o fato de, como são várias esquetes, eu poder mostrar que posso fazer tantos personagens diferentes, é uma versatilidade imensa. Faço o cara mais ‘lerdão’ da turma, um marombeiro, o adolescente que dirige o carro do pai sem carteira de motorista… E, no fim, tem o homossexual. A gente encerra com um beijo gay… Aceitar esse papel foi difícil para mim. Não por preconceito, porque tenho muitos amigos gays, sempre convivi. Mas eu sou hétero. E ter que beijar outro hétero também é complicado. É atuar completamente, viver uma coisa que eu não sou”, admite.

Eike Duarte e Gabriel Portela se beijam no fim da peça, quando todo o elenco se junta no palco (Foto: Mariana Ares/Divulgação)Eike Duarte e Gabriel Portela se beijam no fim da peça
(no topo) (Foto: Mariana Ares/Divulgação)

Apesar da dificuldade que teve com o personagem, Eike – que trabalha desde os 6 anos no meio artístico e começou a carreira ao lado de Xuxa -, diz que está aberto a qualquer coisa se acreditar que vai acrescentar em seu currículo: “Quando a gente escolhe a profissão de ator, tem que se entregar. Você tem que ter amor à profissão! Isso falou mais alto do que qualquer coisa para mim. E a cena é muito maneira e bem feita. Fala de amor, a galera aplaude muito. Eu conversei muito com os diretores antes de aceitar, fui assistir à peça e e eles me provaram que era uma coisa bem profissional. Não é beijão. A gente nem encosta a boca direito, mas o beijo dura uns 30 segundos. É o maior desafio da minha carreira até agora!”

A namorada do rapaz, Giulia, é sua maior fã e já foi assistir ao espetáculo várias vezes para prestigiá-lo e apoiá-lo. Ela teve papel determinante para que ele encarasse este desafio. “Ela vai em quase todas as apresentações. Me deu muita força! Antes de fechar com o pessoal da peça, conversei com ela e a minha familia e ela falou que foi o que eu escolhi, que eu devia aceitar… Como ela é atriz tambem, a gente se apoia muito. Ela foi minha primeira e única namorada. Dei muita sorte porque a pessoa às vezes tem 30, 40 anos e não conseguiu encontrar a pessoa certa para ficar. Posso dar certeza que eu encontrei a pessoa certa”, declara-se.

Giulia Costa e Eike Duarte (Foto: reprodução/instagram)Giulia Costa e Eike Duarte em foto de rede social
(Foto: reprodução/instagram)

Eike e Giulia estão juntos há três meses, após ficarem separados por dez meses em período de dois anos de namoro. “A gente nunca parou de se gostar. O tempo é o melhor remédio para consertar tudo. A gente nem se falava, mas foi tudo se encaixando. Ninguém forçou nada. A gente se encontrou por acaso. Fomos conversando e voltamos”, revela.

Mesmo com apenas 15 anos, segundo o ator, Giulia sabe lidar bem com o assédio de suas fãs e não é ciumenta. “Tem umas que agarraram, arranham, puxam… Na frente da Giulia não, mas já pediram beijo. Ela entende, acho que ela não fica com ciúmes não. Não sei! Ela nunca reclamou. Acho que estamos lidando bem com essas situações. Outro dia fomos passear no shopping e um paparazzo começou a tirar fotos nossas. Nunca tinha passado por isso, mas não tem jeito, né? Nós dois rimos. A gente tem que saber que isso pode acontecer. O pior é quando as fãs chegam para tirar foto quando você está comendo e não esperam um pouquinho. Já sai de boca cheia em várias fotos. E você tem que estar sempre muito feliz, sorridente. Às vezes você recebe uma notícia triste ou não está num momento bom e tem que disfarçar, se não dizem que você é grosso”, fala.

Eike Duarte posa para o EGO (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Eike treina sob o olhar atento de seu mestre
(Foto: Roberto Teixeira / EGO)

Com o corpo mais definido agora – ele está fazendo dieta para engordar e ganhar mais massa muscular -, Eike aposta na musculação e no jiu-jitsu para manter a boa forma. O EGO acompanhou um de seus treinos de luta. O rapaz é faixa azul, a quarta mais alta do esporte, e frequenta uma academia do lado da sua casa no Méier, na Zona Norte do Rio.

“Faço jiu-jítsu há três anos e meio. Fiquei apaixonado depois que entrevistei o Hélio Gracie em 2006 e fiquei com isso na cabeça até arranjar um tempinho para começar. Quando consegui, não parei mais. Faço aula duas vezes por semana, só não treino mais forte porque meu corpo é meu instrumento de trabalho e eu não posso me machucar. Não é que eu não pegue pesado, mas às vezes evito alguns golpes. Deixo a euforia de lado, faço com mais calma. Quando vou lutar com alguém, converso antes e peço para treinar, não competir para valer. É a mesma coisa com o futebol e o skate, que eu adoro. Meu trabalho é a minha prioridade. É o que eu quero da vida, não consigo me imaginar em outra profissão. É o meu dom”, acredita.

Agradecimentos: Attack Jiu-Jitsu Team – Mestre Carlos Alfredo Maguila

Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *