Últimas

Ex-BBB diz estar livre de envolvimento em escândalo de corrupção nos EUA

Estados Unidos – A ex-BBB Juliana Leite ganhou destaque na mídia dos Estados Unidos graças ao seu envolvimento em um escândalo de corrupção. Testemunha no caso que envolve o senador norte-americano Robert Menendez, do estado de Nova Jersey, ela declarou em entrevista exibida na noite deste domingo no Fantástico que seu nome está livre das acusações de favorecimento pelo político. Os grandes jornais destacam como Menendez conspirou para levar ao país as namoradas do financiador de sua campanha.

Teria sido sugerido no processo e em jornais que Juliana seria uma garota de programa. Segundo o NY Post, Juliana seria identificada na acusação como “Namorada 1”. 

Menendez foi acusado, entre outros, de favorecê-la, junto com duas dominicanas e uma ucraniana para entrar nos Estados Unidos — todas têm no currículo a profissão de modelo. Juliana, que ficou em terceiro lugar no BBB 4 e chegou a posar nua para revistas masculinas, atualmente é advogada e corretora de imóveis em Miami.


Ex-BBB Juliana Leite disse que não sabia que o médico Salomon Melgen havia feito pedido ao senador Menendez, de quem é financiador da campanha

Foto:  Reprodução Internet/ Reuters

Segundo investigações, uma assistente do senador pediu ao departamento de estado americano para facilitar o visto de estudante de Juliana. Além de apontar que Menendez pediu que o médico Salomon Melgen, um dos financiadores da sua campanha política, com quem Juliana manteve um relacionamento amoroso agilizasse o processo. Atualmente, Salomon está preso por acusação de fraude ao sistema público de saúde americano.

“Meu nome está livre. No momento, está livre. E eu fui envolvida em uma coisa sem nem saber. E realmente eu não preciso me preocupar. Ele é que tem que estar se preocupando, porque ele tá preso, coitado”, declarou.

“A gente ficou junto entre três e quatro meses, naquela época. E aí, eu voltei para o Brasil para poder fazer a entrevista para o ‘Big Brother’”, contou Juliana Leite. Ela conta que o relacionameto terminou após ter descoberto que Melgen era casado e o que ficou foi “profissional” e “uma amizade”.

De acordo com Juliana, Melgen fez a proposta para que ela fosse para os EUA logos depois de sua formatura. “Ele falou: ‘e aí, você já se formou?’. Eu falei: ‘sim, me formei, estou licenciada’. ‘Eu queria te fazer uma proposta. Você se interessaria em, de repente, fazer uma especialização nos Estados Unidos’? E foi aí que eu decidi morar nos Estados Unidos”, declarou.

Juliana alega desconhecer que Melgen tenha feito qualquer pedido ao senador para ajudar na obtenção do seu visto. “Pelo o que eu entendo, ele é muito amigo desse senador. É uma amizade que tem mais de vinte anos. Ele deve ter pedido para que saísse um pouco mais rápido”, disse.

Sobre as supeitas de que seria uma garota de programa de Melgen, Juliana diz que as acusações foram por “receio”. “Na verdade, essas minhas viagens, eles estavam com algum receio de que eu tivesse, de alguma forma, escondendo o dinheiro dele. Eu fui a Hong Kong visitar um cliente. ‘Ah, você foi a Hong Kong, você está levando…’ Como se estivesse levando de alguma forma, escondendo dinheiro para ele”, disse.

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *