Últimas

Ex-BBBs Talita e Cida mostram recordações no Dia da Aeromoça

Cida, ex-BBB (Foto: Arquivo Pessoal)Cida Moraes: 20 anos como aeromoça (Foto: Arquivo Pessoal)

O Dia da Aeromoça ou Comissário de Bordo é comemorado neste domingo, 31, para celebrar os profissionais da aviação comercial que ficam encarregados pela segurança e conforto dos passageiros a bordo de um avião. Para homenagear a classe, o EGO conversou com duas famosas que já trabalharam como aeromoças e guardam com carinho as melhores recordações do ofício. Por coincidência ou não, ambas ficaram conhecidas após entrar no “Big Brother Brasil”: Cida Moraes, que participou do “BBB 2″, e Talita Araújo, que fez parte do “BBB 15”. Apesar de atuarem no ramo da aviação em épocas diferentes, Cida e Talita mantêm um discurso afinado de que a profissão mudou o curso de suas vidas.

EGO nas redes sociais

Para Cida, que atualmente está fazendo um documentário ainda sem nome definido sobre os áureos tempos da aviação, o aprendizado como aeromoça a tornou quem é hoje. “Eu ficava baseada em Los Angeles, então viajava muito para Tóquio e tinha muita gente famosa nos meus voos. Tudo que eu conquistei na minha vida eu devo ao tempo como aeromoça. A minha organização, a postura, como se portar, tudo isso vem da escola de comissários da Varig. Não que eu não tivesse educação, mas a profissão me moldou muito. Tenho que agradecer porque nesses 20 anos fui uma pessoa muito feliz. Conheci o mundo todo, tive a oportunidade de me envolver com outras culturas, morei em Paris dois anos e tudo isso por conta da minha carreira”, lembra.

Talita Araújo (Foto: Arquivo Pessoal)Talita Araújo (Foto: Arquivo Pessoal)

Talita, que atuou como aeromoça durante três anos, não teve a oportunidade de trabalhar em voos internacionais, mas viajou por todo o país e agradece pelas amizades que perduram até hoje. O gosto por voar é tanto, que atualmente a goiana está fazendo um curso no Rio de Janeiro para se tornar pilota. “Sempre quis ser pilota, mas ser comissária era a maneira mais curta que consegui para estar dentro da aviação. É uma profissão linda e muitas pessoas acham que estamos ali só para servir um café e uma água, mas não é isso. Temos toda uma noção de primeiros socorros, sistemas do avião, combate a fogo, sobrevivência no mar, na terra, no gelo. O serviço de bordo é uma cortesia que fazemos de bom grado, mas não é a nossa principal função. Fazemos uma prova na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para estarmos habilitados para estar ali, só que a maioria das pessoas não sabe disso”, afirma ela.

Cida acredita que a aviação mudou com a modernização e, com isso, o atendimento perdeu em qualidade. “Você tinha que estar sempre ereta, com o cabelo e a unha impecáveis. Não podia usar esmalte colorido nem saia acima do joelho. As meias só podiam ser fumê, nada de cor da pele. Fazíamos cursos de sommelier para atuar na primeira classe quando isso nem pensava em ser moda. A carne era cortada na frente do passageiro que era servido com talheres de prata e copos de vidro. Realmente eram outros tempos”, relembra ela, que serviu personalidades como Marília Pêra, Zico, Arnaldo Jabor e Marcos Paulo inúmeras vezes. “A aviação tinha um cheiro de luxo, glamour, beleza. Era sinal de muita categoria e formalidade. Não era uma coisa em que qualquer pessoa pudesse ingressar. As pessoas se arrumavam, se maquiavam para um voo, não só os comissários como os passageiros. Voltei de Los Angeles ontem e no trecho Panamá-Rio serviram sabe o quê? Nada”, conta, aos risos.

Cida e Zico (Foto: Arquivo Pessoal)Cida e Zico (Foto: Arquivo Pessoal)

Com escalas que envolvem finais de semana e feriados, Talita conta que já passou diversas datas comemorativas longe da família por amor à profissão. “Ser comissária me deu estabilidade e me fez ser uma pessoa independente, eu conseguia me virar com o salário. Quem trabalha na aviação abdica de estar em datas especiais com familiares, mas a profissão te permite viver momentos incríveis. Sua mala é a sua casa, o avião é a sua casa. Você está sempre trocando de tripulação e conhecendo gente que leva para a vida”, diz ela, que lembra ter passado o último Natal longe da família. “Ano passado meu Natal foi com cinco pessoas que eu tinha acabado de conhecer e tivemos que ficar todos íntimos”, conta.

Dos melhores momentos, a goiana cita que os mais especiais eram com as crianças. “Tive tantas recordações boas, mas o que mais me comovia eram as crianças. Carregava na bolsa papel com giz de cera e quando elas estavam agitadas eu dava para entreter. No final, faziam desenhos e cartinhas para mim que guardo até hoje em casa”, entrega.

Talita Araújo (Foto: Arquivo Pessoal)Talita Araújo e a tripulação que passou o Natal junta no ano passado (Foto: Arquivo Pessoal)
Talita Araújo (Foto: Arquivo Pessoal)Marcelo Belucco, Talita Araújo e Heron Azulay brincam com panetone no Natal (Foto: Arquivo Pessoal)
Talita Araújo (Foto: Arquivo Pessoal)Talita Araújo com duas comissárias que trabalharam na mesma tripulação (Foto: Arquivo Pessoal)
Cida com uma amiga comissária (Foto: Arquivo Pessoal)Cida com uma amiga comissária descansam no intervalo durante voo (Foto: Arquivo Pessoal)
Cida e comissárias (Foto: Arquivo Pessoal)Cida e comissários em viagem a trabalho (Foto: Arquivo Pessoal)
Cida e comissárias (Foto: Arquivo Pessoal)Cida Moraes (Foto: Arquivo Pessoal)

Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *