Últimas

Ex-noivo de Sofía Vergara é autorizado a reabrir processo contra a atriz

Los Angeles (EUA), 22 mai (EFE).- A Corte Superior do condado de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu sinal verde nesta sexta-feira ao ex-noivo da atriz Sofía Vergara, Nick Loeb, para que reformule o seu processo pelos embriões que fecundou com a colombiana a fim de conseguir sua custódia.

A decisão do juiz Lawrence Cho decepcionou o advogado de defensa da artista, Fred Silberberg, que afirmou aos jornalistas que o esperavam na saída do tribunal, que as reivindicações de Loeb carecem de fundamento.

“Isso não vai dar em lugar algum. Com certeza ganharemos (o caso)”, garantiu Silberberg, que preferiu não se pronunciar sobre qual será sua estratégia a partir de agora.

Loeb foi noivo de Sofía até o ano passado e quer que a Justiça trate os embriões como se fossem crianças e aspira a sua custódia, algo que a defesa rejeita. O casal, que começou o relacionamento em 2010, decidiu fazer fertilização in vitro para implantá-los em uma barriga de aluguel. Dois embriões foram implantados, mas em ambos os casos as gestações não foram adiante.

Em agosto do ano passado, Loeb abriu um processo reivindicando dois embriões congelados para utilizá-los em sua tão desejada paternidade, embora com outra pessoa. Ele explicou em abril, em uma coluna no jornal “The New York Times”, que não permitiria que duas vidas que criou fossem “destruídas” ou permanecessem “em um congelador até o fim dos tempos”.

Este mês, em declarações a um programa de rádio, Sofía afirmou compreender os desejos de paternidade de seu ex-noivo, mas ressaltou que “felizmente ou infelizmente há uma lei e papéis foram assinados”.

“Se o tema fosse tão sério para ele, e eu o respeito, deveria ter falado mais seriamente desde o princípio”, ressaltou a atriz.

Sofía, de 41 anos, declarou em algumas ocasiões que Loeb, de 29, assinou documentos e em nenhum momento expressou desejo de mudar alguma cláusula. Segundo ela, ele teve tempo suficiente para ler todos os papéis.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *