Últimas

Ex-premiê de Israel é condenado a oito meses de prisão por corrupção

Publicidade

O ex-premiê israelense Ehud Olmert (2006-2009) foi condenado nesta segunda-feira (25) a oito meses de prisão e a pagar uma multa de 100 mil shekels (R$ 80 mil) por aceitar pagamentos ilegais de um empresário, em sua segunda condenação em casos de corrupção.

O tribunal de distrito de Jerusalém considerou provado que Olmert, 69, pegou envelopes de dinheiro de subornos de um empresário norte-americano em troca de diversos favores e o condenou por fraude e abuso de confiança com circunstâncias agravantes, informou o jornal israelense “Haaretz”.

Abir Sultan – 30.mar.2015/Associated Press
O ex-premiê israelense Ehud Olmert, conenado a oito meses de prisão por corrupção
O ex-premiê israelense Ehud Olmert, conenado a oito meses de prisão por corrupção

Olmert havia sido absolvido em 2012 da acusação de abuso de confiança nesse caso, mas o caso foi reaberto no ano passado após sua antiga assessora, Shula Zaken, apresentar novas provas.

Os juízes deram 45 dias de liberdade para Olmert, de modo que ele evita o encarceramento por ora. Sua Defesa afirmou que vai recorrer à Suprema Corte.

A sentença se soma aos seis anos de prisão a que foi condenado em maio do ano passado por outro caso de corrupção urbanística, que atualmente está em discussão na Suprema Corte do país.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *