Últimas

Feliz com o filho em casa, Jô aconselha Ronaldinho a não jogar no Cruzeiro

A amizade entre Ronaldinho Gaúcho e Jô permanece forte até hoje. Apesar de não se falarem há muito tempo, o meia fez questão de parabenizar o amigo pelo gol diante da Caldense, que garantiu o título do Campeonato Mineiro para o Atlético-MG. Atualmente no Querétaro, Ronaldinho usou as redes sociais para felicitar o clube e o amigo pela conquista estadual.

Um dia depois do gol sobre a Caldense, Jô voltou a falar com os jornalistas na Cidade do Galo e usou a ocasião para agradecer o carinho de Ronaldinho. “Não cheguei a falar, tem tempo até que não falo com o Ronaldo. Quero agradecer, pois é um grande amigo e foi um parceiro aqui. Quando se vê um elogio de um jogador como o Ronaldinho a gente fica feliz”.

O atacante ainda aproveitou o momento para dar um conselho para Ronaldinho. Ao ser questionado sobre um eventual interesse do Cruzeiro na contratação do amigo, Jô declarou que não seria uma boa ideia ter Ronaldinho na equipe celeste, pois o meia tem muita história dentro do Atlético.

“No futebol tudo é possível. Não sei se realmente houve esse interesse, se houve o contanto. Mas eu aconselharia a não vir, porque ele tem uma história linda aqui no clube. Foi meu amigão aqui e a gente ganhou títulos importantes. Ele vir como rival seria um pouco triste. Mas a vida é de cada um, ele sabe as escolhas dele. Mas se tiver que vir, a gente torce pelo sucesso, mas fica chateado por ser o rival. Não queremos um grande amigo no rival”.

A dupla Ronaldinho e Jô fez muito sucesso no Atlético durante as temporadas 2012 e 2013. Além da comemoração diferente, inspirada nos jogadores de basquete, a ligação entre os dois se estendia fora de campo. E no gramado essa amizade deu retorno ao clube alvinegro, já que Jô fez muitos gols com passes ou jogadas criadas por Ronaldinho. Tanto que dos 38 gols marcados pelo atacante, 36 aconteceram durante a passagem de Gaúcho no Atlético.

Se o domingo foi de comemoração e título, a segunda-feira foi de mais felicidade para Jô. O filho do atacante está de volta para casa. O menino Pedro, de apenas 1 ano, passou o final de semana internado em um hospital da zona sul de Belo Horizonte, por causa de um princípio de pneumonia.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *