Fla desconfia de desistência do Corinthians e mantém cautela por Guerrero

A desistência do Corinthians em renovar o contrato do atacante Paolo Guerrero deixou os dirigentes do Flamengo desconfiados. Os valores pedidos pelo peruano estão fora da realidade de paulistas e cariocas, mas agora o Rubro-negro tem caminho livre para negociar.

A diretoria do clube da Gávea mantém a cautela e não abre mão da política financeira pelo sonhado reforço. Mesmo depois das declarações do presidente Roberto de Andrade, a cúpula rubro-negra trata com pé atrás o recuo corintiano. Existe o receio de que a negociação entre Guerrero e o clube com o qual tem contrato até 15 de julho seja retomada.

  • 45797
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2015/05/22/o-corinthians-fez-certo-ao-se-recusar-a-pagar-o-valor-pedido-por-guerrero.js

Por ter sido vítima de reviravoltas em recentes tentativas para reforçar o elenco, o Flamengo aguarda os próximos dias para avançar. Embora cautela seja a palavra de ordem, o Rubro-negro não esconde o alívio com o Corinthians momentaneamente fora do páreo.

Os valores estão na mesa. Guerrero pediu R$ 18 milhões em luvas e R$ 500 mil de salário para renovar com o Alvinegro Paulista. O Flamengo trabalha com o máximo de R$ 12 milhões na cota, diluídos nos três anos de vínculo.

Outra possibilidade envolve R$ 4 milhões à vista e R$ 8 milhões divididos em 36 meses. Guerrero poderia embolsar R$ 500 mil em salário e mais de R$ 200 mil mensais de luvas. A expectativa é a de que as conversas evoluam na próxima semana.

O tema Guerrero domina os bastidores da Gávea. Evitar o disse me disse no vestiário é missão impossível e que o técnico Vanderlei Luxemburgo trata com naturalidade.

“Somos transparentes. Não existe problema. Os meus jogadores sabem que o Flamengo está no mercado, não é de hoje. Desde que fizemos o planejamento do Campeonato Carioca colocamos que haveria uma análise. Esse elenco é bom, tem condição de brigar por uma vaga na Libertadores e até título. Mas se chegar alguém é para somar. Parece até coisa de outro mundo estar no mercado”, afirmou.

Na Gávea, a ousadia em negociar com o centroavante peruano tem apoio, mas também é vista como “loucura” pelos membros mais radicais da administração Bandeira de Mello. Estes defendem que o Flamengo não deve apostar em contratações caras e cobram um melhor desempenho do elenco comandado por Luxa.

“Convoco o torcedor do Flamengo para que acredite no trabalho. Nos dedicamos. Está tudo dentro de uma coisa bem natural. Se fosse a vigésima rodada, tudo bem, mas ainda estamos na segunda rodada do Brasileiro”, encerrou.



Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *