Últimas

'Herói do Paulista' vê vaga ameaçada, mas quer colocar Vanderlei no banco

O goleiro Vladimir já sabe que sua vaga de titular está ameaça com a recuperação do goleiro Vanderlei, que se recuperou de uma cirurgia na face e pode ficar a disposição do técnico Marcelo Fernandes no início do mês de junho.

Herói do título paulista, com uma grande atuação diante do Corinthians na primeira fase da competição e, principalmente, na decisão por pênaltis na final contra o Palmeiras, Vladimir não quer entregar a vaga de titular a Vanderlei, apesar da amizade que criou com o companheiro de trabalho.

“Temos um relacionamento muito bom, briga sadia. Todos se respeitam, sabem das qualidades. Minha amizade com ele [Vanderlei] é muito grande, a gente o acolheu da melhor maneira. E todos sofreram juntos com a lesão dele. Já está recuperado, está tudo bem. Sempre brincamos, conversamos. Procuro aprender, ele é experiente, mas a briga é sadia”, afirmou Vladimir.

“Deixa para o Marcelo [titular do gol]. Minha vontade é permanecer, cada jogo faço como se fosse meu último. Não sei o dia de amanhã, mas estou tentando aproveitar. Essa parte, deixa para o Marcelo”, disse.

Nesta temporada, Vladimir pensou em deixar o Santos pela primeira vez após o clube anunciar a contratação de Vanderlei, que virou titular absoluto assim que chegou ao clube paulista. O herói santista sabia que só um milagre ou uma fatalidade o traria de volta ao gol titular. E aconteceu com a cirurgia de Vanderlei.

O camisa 12 era conhecido na cidade de Santos como “goleiro de treino”, devido a fama de brilhar nos treinamentos no CT Rei Pelé e, principalmente, por não repetir o desempenho em jogos.

No entanto, Vladimir brilhou no clássico contra o Corinthians, no primeiro jogo que assumiu o gol no lugar de Vanderlei, e foi comparado pela torcida santista e até pelo técnico rival, Tite, com o goleiro Rodolfo Rodriguez, arqueiro uruguaio consagrado por uma sequência de cinco defesas, em 1984, na Vila Belmiro.

A comparação foi feita porque Vladimir parou Guerrero em uma sequência digna de ir para seu DVD de melhores defesas, com duas espalmadas à queima roupa sensacionais, uma delas de cabeça e a outra com chute dentro da pequena área. Depois, o peruano ainda tentou mais duas vezes pela esquerda e também parou no arqueiro.

O jogo contra o Corinthians foi um divisor de águas na carreira de Vladimir. Ele entrou em campo pressionado na ocasião. O seu desempenho no clássico vetou a contratação de Felipe, ex-Flamengo. O presidente Modesto Roma negociou com o goleiro no Rio de Janeiro, mas desistiu após seu “prata da casa” engrenar.

Depois do jogo contra o Corinthians, Vladimir ainda brilhou na semifinal contra o São Paulo e nos dois jogos finais contra o Palmeiras. Neste domingo, além de uma espetacular defesa em chute de Zé Roberto de fora da área, o goleiro pegou o pênalti de Rafael Marques na decisão e se tornou um dos protagonistas do título paulista do Santos.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *