Últimas

Itália bloqueia pagamentos vitalícios a políticos condenados

ROMA, 07 MAI (ANSA) – As direções da Câmara e do Senado italianos aprovaram nesta quinta-feira (07) uma resolução que põe fim ao pagamento vitalício para parlamentares condenados por crimes graves. A medida foi tomada após uma petição com mais de meio milhão de assinaturas ter sido enviada ao Congresso.   

O fim desse pagamento atinge todos aqueles que foram condenados por crimes relacionados à máfia, contra a administração pública ou que tenham condenações com penas superiores a dois anos.   

Na votação, todos os partidos que participaram aprovaram a medida. Os únicos que abandonaram a sessão foram o Forza Italia e o Movimento 5 Estrelas (M5S). Segundo o vice-presidente do M5S na Câmara, Luigi di Maio, “essa deliberação é uma farsa, que salva a grande maioria dos políticos condenados, todos os amigos dos grandes e atinge apenas um pequeno círculo”.   

A medida ainda prevê que o pagamento pode ser parado e retomado caso algum condenado seja absolvido em processo posterior. Nesse caso, o dinheiro será dado a partir do momento em que a nova pena é anunciada.   

Apesar de ter votado a favor da medida, o partido Liga Norte, de oposição, disse que a medida poderia ser mais ampla e apresentou uma nova proposta de lei para extinguir todos os cargos vitalícios na política italiana. Entre aqueles que correm o risco de perder o pagamento vitalício estão Silvio Berlusconi, Marcello Dell’Ultri, Cesare Previti, Paolo Cirino Pomicino, Gianni De Michelis, Toni Negri, Arnaldo Forlani e Giuseppe Ciarrapico. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.
Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *