Últimas

Metroviários e rodoviários cruzam os braços nesta sexta-feira em adesão a protesto nacional

Quem depende do transporte público no Recife e Região Metropolitana não deverá ter um dia fácil hoje. Metroviários e parte dos rodoviários vão interromper as atividades em adesão ao Dia Nacional de Paralisação contra o Projeto de Lei 4.330. A proposta, em votação no Senado, prevê a ampliação da terceirização. O protesto também é relativo a medidas provisórias que alteram aposentadorias e mexem no seguro-desemprego e pensões previdenciárias. As MPs também tramitam no Congresso.

A mobilização nacional foi convocada por centrais sindicais. Os metroviários vão parar por 24 horas, a partir da 0h de hoje. A adesão foi decidida em assembleia na Estação Central, no dia 26. A CBTU informou que os trens vão operar parcialmente no horário de pico, das 5h às 9h e das 16h às 20h.

Os rodoviários vão cruzar os braços pela manhã, sem horário definido. O sindicato da categoria espera adesão de até 50% dos profissionais. Informações de fontes dos rodoviários indicam que os veículos devem seguir para o Centro da cidade, travando a Guararapes, para que nenhum consiga circular. O sindicato disse, no entanto, que os ônibus não devem sequer sair das garagens.

O diretor de operações do Grande Recife Consórcio de Transportes, André Melibeu, informou que o órgão montou esquema especial para suprir a demanda da paralisação do metrô, mas não foi informado a respeito do movimento dos rodoviários. “Essa paralisação é ilegal porque não foi nem comunicada”, comentou Melibeu.

As reitorias das universidades de Pernambuco (UPE) e Federal de Pernambuco (UFPE) resolveram suspender as aulas de hoje no Campus Recife, por causa da parada. Já a Universidade Católica segue normalmente com as aulas, mas os alunos que não conseguirem chegar não serão prejudicados. O Grande Recife tem dois milhões de passageiros de ônibus diários.

Caminhada
A partir das 14h, rodoviários e metroviários se concentram na Cruz Cabugá, esquina com a Avenida Norte. De lá, seguem em caminhada pela Conde da Boa Vista e Rua Princesa Isabel. O Sindicato dos Rodoviários espera entre 30% e 50% de adesão dos profissionais. Já o Sindicato dos Metroviários acha que 80% dos trabalhadores devem aderir. De acordo com o presidente da entidade, Diogo Morais, as áreas de manutenção dos trens pararam desde as 22h de ontem.

saibamais

Números do sistema e adesão ao movimento:

6,5 mil motoristas atuam da RMR.
30% a 50% devem aderir à paralisação, segundo o sindicato
3 mil ônibus rodam na RMR
394 linhas funcionam
2 milhões de passageiros usam o sistema de ônibus
420 mil passageiros andam de metrô por dia
1,8 mil funcionários foram o sistema
80% podem aderir, segundo o sindicato de metroviários

O que deve
acontecer hoje:

n Metroviários param durante todo o dia
n Metrorec garante trens das 5h às 9h e das 16h às 20h
n Ônibus param
pela manhã
n A partir das 14h, rodoviários e metroviários se concentram na Avenida Cruz Cabugá
n As duas categorias fazem caminhada na área central do Recife

Fontes: Sindicatos dos Metroviários e Rodoviários


Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *