Últimas

Mozi, Chupetinha, Ioiô: Casais de famosos revelam seus apelidos íntimos

Apelido romântico de Preta Gil e Rodrigo Godoy, “Mozis” virou uma marca registrada dos recém-casados: tema da festa de casamento, hastag nas redes sociais, inscrição em roupões, alianças e até uma logo desenhada em grafite. 

Enquanto alguns casais preferem manter em segredo seus apelidos íntimos, outros não têm vergonha de torná-los públicos. E, em muitos casos, clássicos como Amor, Bem e Paixão dão espaço a uma lista cada vez mais criativa e variada, que inclui Pixirica, Tudão, Pipo e Chupetinha.

Confira abaixo alguns apelidos íntimos de casais famosos:

Reprodução/Instagram/graoficial

Juntos desde 2007, Belo e Gracyanne Barbosa também têm um apelido incomum na intimidade. “O Belo falou que não queria me chamar de amorzinho, bebê, porque eu sou grande e aí de tanto ele se declarar ‘Você é tudo para mim’, virou ‘Tudão‘ e eu achei bonitinho”, contou a modelo em entrevista ao “Programa da Sabrina”

Reprodução/Instagram/brunogagliasso

Casado com Giovanna Ewbank desde março de 2010, Bruno Gagliasso chama a mulher de “amor” a todo momento, mas já revelou que nos momentos mais íntimos o apelido da atriz é Minha Pixirica

AgNews

Prestes a completar 11 anos de casados, Luciano Huck e Angélica começaram a paquera em 2000. “Rolaram uns beijos, mas só. A gente ficou. Aí uns dois ou três anos depois a gente foi fazer o filme ‘Show de Verão’ e aí sim a gente ficou para sempre”, contou Angélica, que deixou escapar o apelido do apresentador: Pipo.

Manuela Scarpa/Photo Rio News

Depois de anos paquerando Xuxa, Junno Andrade conquistou o coração da apresentadora em 2013. “Fui várias vezes ao programa dela na Globo e sempre saía apaixonado. Dessa última vez, no impulso, disparei: ‘Xu, me dá seu telefone, senão a gente vai ficar mais 25 anos sem se falar'”, revelou Junno no início do namoro. Ele também confidenciou os apelidos do casal: “Ela me chama de Ju e eu a chamo de Xuxuca

AgNews

Eles se conheceram nos bastidores da novela “Torre de Babel”, em 1998, e lá se vão 16 anos de casados. Stênio Garcia e Marilene Saade não perdem a oportunidade de trocar juras de amor em público. Em entrevista ao programa “Amaury Jr.”, o ator contou que chama sua mulher de Chupetinha. Já Marilene chama o marido de Amendoim

AgNews

Claudia Leitte se apaixonou pelo marido, Marcio Pedreira aos 12 anos, mas ele a esnobou. “Eu era uma menina franzina, não tinha peito, era magrelinha, pequenina. E ele não ligou muito para mim porque era o gatinho da escola. Os anos se passaram, eu fiquei gatinha, conquistei e comecei a chamá-lo de Doze. Aquela coisa melosa e ridícula que a gente faz quando está apaixonado”, entregou Claudia Leitte no programa “Gugu”. Casados há 8 anos e pais de Davi, de 6 anos, e Rafael, de 3, Claudia e Marcio também se chamam de pai e mãe. “Ele ainda me chama de Teze,de tesão”, revelou a cantora

Felipe Assumpção/AgNews

Regina Casé e Estevão Ciavatta se conheceram em 1996, quando trabalharam juntos no programa “Brasil Legal”, e se casaram três anos depois. Desde o início, surgiram os apelidos Ioiô e Iaiá, inspirados no sucesso “Fogo e Paixão”, de Wando, música preferida do casal. “Quando a gente se apaixonou, foi um encontro muito forte. Ele é a minha segurança”, confidenciou a apresentadora no programa “Que marravilha”, do GNT.

Felipe Assumpção e Marcello Sá Barretto/AgNews

De casamento marcado com Jonathan Costa para 13 de dezembro, Antonia Fontenelle diz que não é muito romântica, mas já tornou públicos os apelidos do casal: “Desde o primeiro dia de namoro, eu chamo Jonathan de Vida e ficou. Ele me chama de Amor

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *