Últimas

Multado, advogado ameaça agentes em Salvador: Tenho o WhatsApp do prefeito

Um advogado estacionou o veículo em vaga de idoso em um shopping de Salvador e ameaçou os agentes de trânsito que o multaram dizendo que iria enviar uma mensagem pelo aplicativo WhatsApp para o prefeito da cidade, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), para que o auto de infração fosse desfeito.

O caso ocorreu no dia 30 de abril e foi filmado pelo jornalista Pablo Reis, no estacionamento do Shopping da Bahia. Nas imagens, vários motoristas aparecem indignados ao se depararem com a blitz e questionam a ação da Transalvador (Superintendência de Trânsito de Salvador), que é um órgão público, atuando em um local privado.

O advogado Henrique Quintanilha, que aparece no vídeo de camiseta branca, foi identificado pelo UOL nessa terça-feira (26). Nas imagens, ele questiona o poder dos agentes de trânsito no local e tenta explicar que a aplicação da multa é indevida, porque ele está tirando o carro da vaga. Mesmo assim, os agentes se mantêm irredutíveis.

O advogado se exalta ao escutar que o agente de trânsito não vai retirar a multa. “Se o senhor me aborda para eu retirar o veículo, eu tiro agora. Estou com o carro parado aqui e vou tirar, ainda assim vou ser multado? Vocês têm o dever de desfazer o auto”, afirma. “Isso chama-se autotutela administrativa, que é quando o agente público entende que o auto que foi feito foi ilegal.”

“Não temos essa autoridade”, explica a agente de trânsito. “Então quem tem? O ACM Neto, que malha aqui? Tenho o WhatsApp dele”, afirma o advogado.

Quintanilha foi multado em R$ 53,20 por estacionar em local irregular e teve três pontos registrados na carteira. Ele disse à reportagem que parou o veículo em uma vaga especial porque o carro havia sido avariado recentemente em uma das vezes que parou no estacionamento do shopping para ir à academia.

“Falei porque eles disseram que não poderiam resolver, mas foi uma ironia. Não tenho amizade e nem o número do ACM. Conheço ele, votei nele, mas a crítica não era ao prefeito”, disse. “Não quis dizer que tinha o WhatsApp dele porque sou amigo do prefeito e quero tirar minha multa.”

O advogado afirmou ainda que já teve o número de ACM Neto no aplicativo, mas nunca enviou mensagem. “Eu tinha o número, mas perdi depois que troquei meu iPhone. Eu tinha o número porque malhamos na mesma academia, só isso”, afirmou.

Quintanilha disse ainda que depois do ocorrido não está estacionando o carro em vagas especiais e ingressou com representação junto à PGJ (Procuradoria Geral de Justiça) pedindo que seja revista a atuação da Transalvador.

“Os agentes de trânsito devem atuar no trânsito, e não em ambientes privados. Não basta só multar e sair. É desobstruir a vaga”, disse. “Eu retirei meu carro logo que vi a blitz. O shopping quem deveria colocar cancelas para que fosse garantido o direito do idoso de ter a vaga reservada. Não basta só colocar placa.”

Fiscalizações

A Transalvador informou que realiza fiscalizações constantes em estacionamentos rotativos, sejam eles locais públicos ou privados, como as vias públicas da Zona Azul, shoppings, supermercados, lojas e estacionamentos rotativos privados para inibir a ocupação irregular de vagas especiais.

Dados da Transalvador apontaram que entre 1º de março e 21 de maio foram realizadas 5.811 abordagens, nas quais 5.516 motoristas foram autuados por estacionarem veículos em locais proibidos.

A Transalvador destaca ainda que é dever do órgão fiscalizar as ocupações das vagas por ter poder de autuação na aplicação das multas dadas a motoristas que cometeram infrações. “Os shoppings disponibilizam as vagas, mas não têm poder de autuar os veículos condutores irregulares”, informou.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *