Últimas

Na Série B do Brasileiro, Macaé quebra sequência de boas estreias do Santa Cruz: 2 a 0

O Santa Cruz estava acostumado a começar competições nacionais sem maiores problemas. Desde 2011, o Tricolor começava sem derrotas o Campeonato Brasileiro (nas Séries D, C e B). Este ano, a missão não era das mais complicadas: o atual campeão pernambucano enfrentaria o Macaé, recém promovido à Segundona. Não era. Neste sábado, o Santa estreou com derrota na Série B de 2015: no gramado do Moacyrzão, em Macaé, cedeu a vitória por 2 a 0 ao anfitrião. Na próxima sexta, tenta se recuperar diante do Paraná, no Arruda às 19h30

E o pontapé inicial do Santa Cruz na competição foi no estilo próprio da Série B: o gramado do Moacyrzão castigava o já gasto estilo de jogo das equipes. O Tricolor mostrava uma defesa sólida, mas pouca organização no ataque: as jogadas iniciais do time coral vinham de lançamentos ou erros da defesa fluminense. O Macaé era mais ordenado e, quando encontrou os espaços deixados nas laterais por Renatinho e Nininho, trilhou o caminho do gol. Diante de Renatinho, Henrique cruzou, Pipico escorou e Anselmo ajeitou para Fernando Santos mandar, de fora da área, rasteiro no lado direito de Fred: 1 a 0 para o Macaé aos 35.

Depois de ficar atrás do placar, os tricolores começaram a se encontrar nos lances ofensivos. Anderson Aquino – talvez lembrando do gol do titulo estadual, diante do Salgueiro no Arruda – arriscou muito de fora da área, mas sem efetividade. Quem levou mais perigo ao gol de Ricardo Berna, ex-Náutico, foi João Paulo: mirou no ângulo esquerdo, mas encontrou as mãos do goleiro. Até o fim do primeiro tempo, o Santa levou perigo ao adversário com muito volume e jogadas de escanteios bem trabalhadas, mas apenas isso. Escapou ainda de ver o placar ampliado, com boas jogadas de Pipico sobre Nininho pela esquerda.

Segundo tempo
A movimentação continuou semelhante na etapa complementar: ambos os times chegavam, mas muito mais por erros adversários do que por mérito próprio. O Macaé teve um gol impedido logo no início, duas bolas na trave e obrigou boas defesas de Fred: mexeu no placar apenas nos acréscimos: novamente passando por Renatinho, Henrique passou para Juninho mandar para as redes. O Santa chegou e teve várias chances, acelerado pelas entradas de Nathan e Bruno Mineiro – que protagonizaram boas criações e também muito desperdício. Mas a sequência de boas estreias no Nacional ficou mesmo em 2014. Final: Macaé 2, Santa Cruz 0, que ainda teve a expulsão de Bruninho.

Macaé 2
Ricardo Berna; Henrique, Filipe Machado, Brinner e Diego Corrêa; Gedeil (Dos Santos), Juninho, Aloísio (Alisson) e Fernando Santos (Thiago Pedra); Pipico e Anselmo. Técnico: Marcelo Cabo.

Santa Cruz 0
Fred; Nininho (Waldison), Danny Morais, Diego Sacoman e Renatinho; Edson Sitta, Bruninho, Pedro Castro (Nathan) e João Paulo; Betinho (Bruno Mineiro) e Anderson Aquino. Técnico: Ricardinho.

Local: Moacyrzão, Macaé, RJ. Árbitro: Aurélio Santana Martins (SP). Auxiliares: Tatiana Sacilotti dos Santos Camargo (ASP-FIFA/SP) e Herman Brumel Vani (SP). Gols: Fernando Santos, aos 35’ do 1º T, Juninho, aos 48′ do 2º T (M). Cartões amarelos: Ricardo Berna, Pipico (M); Danny Morais, Edson Sitta, Bruninho (S). Cartões vermelhos: Bruninho (S).

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *