Últimas

Padre Omar: A grande oportunidade

Rio – Vivemos em busca de grandes oportunidades. Queremos ocasiões que nos possibilitem revelar ao mundo a nossa importância, seja como pais, como profissionais, como formadores de opinião. Isso porque acreditamos que algo que façamos pode nos tornar inesquecíveis, especiais, insubstituíveis para a sociedade ou, pelo menos, para alguém. Se formos atentos, vamos notar que grande parte das metas que traçamos para a nossa vida tem essa inspiração nas entrelinhas. Já percebeu?

No entanto, o que custamos a compreender é que a grande oportunidade para termos toda essa expressividade já nos foi dada! Sim, quando nos tornamos cristãos recebemos a grande oportunidade para deixarmos a nossa marca na sociedade.

É o que a liturgia deste domingo, da ascensão de Jesus ao céu, nos revela, ao recordamos o momento em que o Senhor, tendo concluído sua missão, nos diz: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; se pegarem em serpentes ou beberem um veneno mortal, não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados”. (Mc 16,15-18)

Ao nos dar essa ordem e conferir esse poder, Jesus concedeu à missão dos cristãos os mesmos sinais da sua missão. Ou seja, tudo o que realizamos não é apenas uma ação nossa, mas, sim, uma ação de Deus regenerando este mundo por intermédio da nossa obra evangelizadora.

A nós cabe continuar a luta de Jesus contra o mal, anunciar o Evangelho a pessoas de todas as culturas, não temer a maldade e curar os corações marcados pelo egoísmo e pelas feridas do desamor. Quem vive intensamente essa missão se torna inesquecível, especial e insubstituível. Sempre!

Não quero desperdiçar a grande oportunidade da minha vida, sendo míope para a nobreza da missão que me foi confiada. E você? Quer também abraçar a grande oportunidade? #vamoemfrente!

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *