Últimas

Papa critica interesses econômicos que 'desnaturalizam' o esporte

Vaticano – O papa Francisco enfatizou nesta quinta-feira o valor do esporte como elemento “fundamental de jogo e de atividade de socialização” e criticou que se desnaturalize “sob a pressão de tantos interesses, principalmente econômicos”.

As declarações do pontífice foram enviadas por mensagem ao presidente do Pontifício Conselho para os Laicos, o cardeal Stanislaw Rylko, pela realização do Seminário Internacional “Treinadores: educadores de pessoas”.

Sobre o papel do treinador, o papa afirmou que se o profissional “tiver equilíbrio humano e espiritual, saberá preservar os autênticos valores do esporte, sua natureza fundamental de jogo e de atividade de socialização, impedindo que o esporte se desnaturalize sob a pressão de tantos interesses, principalmente econômicos, cada vez mais invasivos”.


Papa Francisco falou sobre esporte

Foto:  Foto: Reuters

O papa Francisco destacou que “a presença de um bom treinador-educador é providencial sobretudo durante a infância e a adolescência, quando a personalidade está em pleno desenvolvimento e em busca de modelos de conduta e identificação”.

De acordo com o pontífice, “um treinador pode ser um bom educador dos jovens” e pode ajudá-los em seu formação junto aos pais, professores, sacerdotes e catequistas”.

“É importante que um treinador seja exemplo de integridade, coerência, de discernimento justo e de imparcialidade, mas também de alegria da vida, de paciência, de capacidade de respeitar e de benevolência em relação a todos, especialmente aos mais desfavorecidos”, ressaltou.

O papa incentivou os profissionais do setor a contribuírem para criar “um clima de solidariedade e de inclusão dos jovens marginalizados em situação de risco de exclusão social” no esporte.

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *