Últimas

Paraguai acolhe pedido de extradição de ex-presidente da Conmebol

Assunção, Paraguai, 30 Mai 2015 (AFP) – A Procuradoria Geral do Paraguai acolheu, nesta sexta-feira, o pedido de extradição feito pelos Estados Unidos contra o ex-presidente da Conmebol Nicolás Leoz, de 86, mas advertiu que a legislação nacional não permite a prisão de pessoas acima de 70 anos.

“Reúnem-se os requisitos para dar continuidade ao processo que pesa sobre Nicolás Leóz”, declarou o Ministério Público em um comunicado, acrescentando que pediu ao juiz a data para audiência de identificação.

“Solicitou-se que o Tribunal Penal de Garantias interveniente ordene a medida cautelar que corresponda, fixe audiência identificatória e constate seu estado de saúde”, acrescentou.

O pedido americano foi feito no âmbito do tratado de extradição entre Estados Unidos e Paraguai.

Leoz é reclamado pela Justiça dos Estados Unidos, que na quarta-feira acusou 14 pessoas – nove membros, ou antigos membros, da Fifa e cinco dirigentes de empresas de marketing esportivo -, por receber subornos milionários desde a década de 1990.

“O artigo 238 do Código Penal Paraguaio diz que não se pode decretar a prisão de pessoas acima de 70 anos, das mulheres nos últimos meses de gravidez e das mães durante a amamentação de seus filhos”, lembrou.

O ex-presidente da Conmebol terá de guardar prisão domiciliar, disseram fontes judiciais.

Cabe agora ao juiz Humberto Otazú estabelecer a data para o comparecimento de identificação de Leoz, acrescentaram as fontes consultadas pela AFP.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *