Santa Cruz vasculha mercado e negocia com três atacantes da Série B e outro da 3ª Divisão

Paranaclube.com.br/divulgação
Oficialmente procurado, Luisinho foi jogador de Ricardinho no Paraná e estava no Atlético-GO

Apesar de a diretoria do Santa Cruz esperar uma iminente readequação de times da Série A para trazer dois atacantes, o clube também vasculha outros mercados para trazer tais peças. Está em conversas com quatro nomes de divisões inferiores para reforçar o setor. As conversas com Rodrigo Silva, do América-MG, vêm se estendendo há mais de duas semanas. Além dele, o clube também tenta contratar Rafael Oliveira (Botafogo-PB), Luisinho (Atlético-GO) e Júlio César (do ABC-RN).

Saiba mais

Júlio César trabalhou com Ricardinho no Paraná, no ano passado. O técnico adota a postura de sempre e não comenta abertamente sobre reforços. Mas entende que a vinda de um atleta que já comandou pode ser bem-vinda. “Quando você trabalha com um jogador que você já trabalhou, é um ponto a mais. Não é preponderante. O interessante mesmo de uma contratação é atender às características que o time necessita. Mas, se tiver trabalhado conosco, é claro que é positivo.”

Luisinho, por sua vez, teve o seu interesse confirmado pela própria direção. É o único dos quatro que o clube oficializa intersse. “Está na nossa lista. É um namoro antigo. Tentamos contratá-lo no começo do ano, mas não deu certo. Não há nada certo com ele, mas nos interessa”, declarou o diretor de futebol Jomar Rocha.

Com passagem apagada pelo Arruda, Rafael Oliveira foi oferecido ao Santa agora, mas as negociações estão frias. Tendo direitos econômicos presos ao Santa Rita-AL, uma cláusula no seu contrato de empréstimo obriga o Botafogo-PB a liberá-lo para clubes das Série A ou B em caso de interesse. Mas o entrave do Tricolor com ele é salarial. O atacante chegou a rejeitar uma proposta do Botafogo-RJ no começo do mês. O xará carioca ofereceu menos que o pedido pelo jogador.


Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *