Últimas

SP: após suposto estupro, usuários de casa noturna tentam boicotar

terça-feira, 5 de maio de 2015 – 07h00

Atualizado em
terça-feira, 5 de maio de 2015 – 07h09

De acordo com relatos em redes sociais, uma jovem foi forçada a fazer sexo com um segurança da balada Beco 203; casa noturna nega estupro


No Facebook, casa noturna diz que a acusação é falsa  / Reprodução/Facebook No Facebook, casa noturna diz que a acusação é falsa
Reprodução/Facebook

Os usuários de uma casa noturna em São Paulo fizeram uma campanha de boicote por causa de uma suspeita de estupro. De acordo com relatos em redes sociais, uma jovem foi forçada a fazer sexo com um segurança da balada Beco 203, na Rua Augusta, dentro do banheiro da casa. O crime teria ocorrido na madrugada do último sábado.

A vítima se dirigiu ao 78 DP, nos Jardins, onde prestou depoimento e registrou um boletim de ocorrência.

Por meio de uma nota publicada no Facebook, a casa noturna alega, no entanto, que a acusação é falsa e foi negada tanto pelo segurança quanto pela garota.

Nas redes sociais, usuários dizem que a jovem foi forçada a retirar a queixa e acusam o estabelecimento de encobrir o estupro.

O Beco 203 foi procurado, mas não respondeu ao pedido de entrevista.

A Secretaria da Segurança Pública informou por meio de nota que o delegado ouviu os depoimentos separadamente, a portas fechadas e na presença de uma testemunha do sexo feminino.

Assim que chegou à delegacia, a mãe da jovem acompanhou o registro do boletim de ocorrência.

Questionada pela reportagem, a SSP não esclareceu se a queixa foi retirada, se o caso está sendo investigado e se o estabelecimento pode ser responsabilizado.



Fonte: Band.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *