Últimas

Universitária é agredida por dois PMs em protesto

Uma universitária foi agredida com um soco no rosto e uma rasteira por policias militares, na manhã desta sexta-feira (29), durante um protesto realizado em São Paulo, nas imediações da USP, na zona oeste da capital.

A estudante, aluna da Universidade de São Paulo, caiu no chão após ser atingida por dois PM durante uma confusão que encerrou o protesto, organizada pelo Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP) em apoio ao Dia Nacional de Luta contra a terceirização.

Um vídeo mostra que a universitária foi agredida ao tentar impedir que os policias levassem a mochila de um aluno de Ciências Sociais, preso durante o ato. Antes de receber o golpe, ela e outra manifestante receberam jatos de spray de pimenta no rosto.

 
Com a participação de aproximadamente 300 pessoas, o protesto começou por volta das 6h30 no portão principal da Universidade de São Paulo, na avenida Afrânio Peixoto com a rua Alvarenga, onde houve interdição do cruzamento.

Os manifestantes seguiram então pela avenida Alvarenga e também param o cruzamento na altura da avenida Vital Brasil, depois chegaram à entrada da Rodovia Raposo Tavares, onde os manifestantes fizeram uma barricada com pneus em chamas, em uma interdição parcial que durou alguns minutos, até que bombas e balas de borracha foram atiradas contra os manifestantes.  

Segundo o diretor do Sintusp, Anibal Cavali, a cada cruzamento o efetivo da PM que acompanhava a manifestação crescia. Mesmo com a barricada, ele disse que não houve atos de vandalismo e que a população inclusive chegou a aplaudir o protesto. “Sempre realizamos atos na região e contamos com a simpatia de algumas pessoas”, explicou.

“Talvez o que tenha motivado as agressões foram as palavras de ordem contra os policias, o que é normal, já que também protestamos contra a repressão. Na minha opinião, não é motivo (para o ataque)”.

Após ser agredida, a estudante foi encaminhada a um hospital e registrou boletim de ocorrência. O universitário preso também foi atendido em um pronto-socorro antes de ser encaminhado à delegacia. Ao menos cinco pessoas ficaram feridas no confronto.

Fonte: Band.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *