Últimas

Vídeos: segurança reage e impede assalto em Minas

[embedded content]

Três homens armados tentaram assaltar uma agência do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) na tarde de quinta-feira em Igaratinga, no Centro-Oeste de Minas Gerais. A tentativa frustrada terminou com troca de tiros entre bandidos e o segurança do banco, que fica no Centro da cidade. 

Os bandidos chegaram em um picape Strada vermelha. Um deles entrou primeiro na agência e se dirigiu ao segurança perguntando se naquele banco fariam transferências. Ele tentou tirar a atenção do vigilante, enquanto outro assaltante passava pela porta giratória e um terceiro entregava uma arma. 

O vigia percebeu a movimentação dos bandidos e cercou um deles. De acordo com relato do segurança à Polícia Militar (PM), um dos assaltantes atirou, por isso ele reagiu disparando contra eles. O vigia levou um tiro na barriga, mas foi salvo pelo colete à prova de balas. Um dos criminosos saiu ferido do banco, deixando um rastro de sangue na rua e na picape, que foi abandonada horas depois em uma estrada vicinal de Igaratinga. 

As portas de vidro da agência foram completamente destruídas pelos tiros. Funcionários e clientes não ficaram feridos, mas viveram momentos de pânico. Ninguém foi preso, mas a polícia tem informações de que um dos bandidos procurou atendimento em um hospital de Divinópolis e está perto de prender este suspeito. 

De acordo com o prefeito da cidade, Fábio Alves Costa Fonseca, este é o segundo crime contra o Sicoob de Igaratinga. Em 2 de abril do ano passado, bandidos arrombaram e explodiram caixas eletrônicos nesta mesma agência. “Cinco meses atrás houve também explosão no Bradesco. A cidade é de 10 mil habitantes, circundada por Itaúna, Pará de Minas e Divinópolis. Nós temos um polo ceramistas e uma economia forte na qual gira muito dinheiro. Isso atrai os bandidos”, afirma o prefeito. 

Na cidade há um quartel da PM onde trabalham 13 militares. “Precisaríamos d pelo menos 22 homens para fazer uma cobertura de 24 horas na cidade. A gente já pediu ao comando maior da PM o aumento de efetivo, mas não tem sido correspondido”, explica Fonseca. Segundo ele, a duplicação da BR-262 facilitou muito o acesso e a fuga de bandidos na região.

[embedded content] Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *