Últimas

Virou casaca: Romário já simpatizou com dirigentes que tanto critica hoje

Rio – Romário já jogou no time dos que elogiavam os dirigentes de futebol que hoje ele tanto critica. Em 2012, em audiência na Câmara dos Deputados, o Baixinho abraçou José Maria Marin, então presidente da CBF, ressaltou que ele poderia contar com o seu apoio e se disse feliz com os rumos da entidade.

Na foto do encontro aparece também o atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero (gravata vermelha). Na ocasião, Romário frisou a “integridade” de Del Nero. Ontem, ao saber da prisão de Marin, chamou os dois de ladrões.


Romário e José Maria Marin

Foto:  Divulgação

Em 2011, o hoje senador esteve com Ricardo Teixeira, então presidente da CBF. Na saída da reunião, que teve a participação de Ronaldo Fenômeno, não repetiu as críticas que já fazia ao dirigente. Romário afirmou que não tinha nada contra Teixeira, e classificou de “convincentes” as explicações sobre a Copa de 2014.

Mudança de rumos 

Eduardo Paes determinou ao secretário de Habitação, Carlos Portinho, que tente encontrar terrenos fora da Zona Oeste para o Minha Casa Minha Vida. Centro e Zona Norte são prioritários.

A distância de áreas centrais afasta muitos candidatos. Não faz muito tempo, dois sorteios entre famílias cadastradas não foram suficientes para encontrar interessados nem na metade de 400 apartamentos oferecidos em Santa Cruz. Desde março que a Secretaria de Habitação privilegia, a partir do terceiro sorteio, quem vive perto dos novos prédios.

Orações mantidas

O vereador Renato Cinco (Psol) tentou, mas seu projeto que proibia práticas religiosas em hospitais municipais por parte de servidores só obteve três votos. Seus colegas ainda aprovaram o Dia do Louvorzão da Rádio 93.

Risco para pacientes

Secretário estadual de Saúde, Felipe Peixoto defende a interdição da Maternidade Nossa Senhora da Glória, em Belford Roxo — gesto que gerou moção de protesto contra ele na Assembleia Legislativa. Afirma que o hospital privado não tinha condições de funcionar e que o governo chegou a ceder recursos para tentar recuperá-lo.

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *