Últimas

Aulas são suspensas em 200 colégios sul-coreanos por surto de coronavírus

Publicidade

Mais de 200 escolas da Coreia do Sul suspenderam as aulas para prevenir a propagação do surto da Síndrome Respiratório do Oriente Médio (MERS-CoV), o novo coronavírus, de acordo com anúncio do Ministério da Educação de Seul nesta quarta-feira (3).

No total, 209 creches e colégios fecharam temporariamente suas portas, o que representa 1% dos 20 mil centros educativos de todo o país, disse hoje em entrevista coletiva o ministro sul-coreano de Educação, Hwang Woo-yea.

Além disso, as autoridades sul-coreanas informaram que foram confirmados cinco novos contágios de MERS no país, o que eleva para 30 o total de casos até agora, com duas mortes.

A presidente sul-coreana, Park Geun-hye, convocou hoje uma reunião de emergência de seu gabinete para analisar a situação.

A inquietação pelo surto na Coreia do Sul se intensificou após a confirmação ontem das duas primeiras mortes pelo vírus, uma mulher de 58 anos e um homem de 71.

O MERS, que alcançou seu auge há aproximadamente um ano em vários países do Oriente Médio, tem uma mortalidade de 40%, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), e não pode ser combatido com vacinas ou tratamentos, embora seu contágio também não seja fácil, pois exige contato muito direto.

Especialistas sul-coreanos apontaram que a taxa de mortalidade do novo surto pode ser menor do que a indicada pela OMS, já que agora as causas do vírus são conhecidas.

Desde que o primeiro caso foi detectado, na Arábia Saudita em 2012, 1.160 pessoas em 24 países foram confirmadas como portadoras do MERS-CoV.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *