Últimas

Chapecoense vence clássico contra o Joinville e sobe ao G-4 do Brasileirão

A Chapecoense não tomou conhecimento do Joinville, venceu com facilidade o clássico catarinense e chegou ao G-4 do Campeonato Brasileiro.

Nessa quarta-feira, na Arena Condá, a Chapecoense fez 2 a 0 no Joinville – gols de Ananias e Bruno Silva -, subiu à terceira posição do Brasileirão e permanecerá ao menos temporariamente entre os quatro melhores.

Com a vitória, o time de Chapecó chegou a nove pontos no campeonato, com três vitórias e duas derrotas, e 100% de aproveitamento nos jogos em casa.

Já a equipe de Joinville vive momento oposto e amarga a lanterna do Campeonato Brasileiro. Em cinco jogo, tem apenas um ponto, com um empate e quatro derrotas.

Na próxima rodada, a Chapecoense joga contra o Flamengo, às 18h30 de sábado, no Maracanã. No mesmo dia, o Joinville volta para a sua casa para enfrentar o Corinthians, às 22h.

Fases do jogo

O primeiro tempo foi dos donos da casa. A Chapecoense não tomou conhecimento do Joinville e “atropelou” o rival no primeiro tempo do clássico catarinense.

Assim, chegou ao primeiro gol aos 10 minutos de jogo. Abuda cruzou rasteiro para Ananias, que recebeu no meio da área, girou sobre os marcadores e bateu entre as pernas do goleiro do Joinville.

O time da casa continuou dominando a partida e logo ampliou o placar após cobrança de escanteio. A defesa do Joinville afastou mal, Bruno Silva matou a bola no peito e, na altura da marca do pênalti, encheu o pé para balançar as redes.

Nos minutos finais do primeiro tempo, a Chapecoense ainda poderia ter transformado a vitória em goleada com Abuda, mas administrou a vantagem para ir aos vestiários vencendo com facilidade por 2 a 0.

O segundo tempo começou menos movimentado que a etapa inicial. Se, por um lado, a Chapecoense pareceu satisfeita com o placar construído no ótimo primeiro tempo, por outro, o Joinville não demonstrou poder de reação.

Pelo contrário. A Chapecoense que desperdiçou a melhor chance do segundo em grande jogada de Ananias. O autor do primeiro gol arrancou pelo meio-campo e deixou Wagner na cara do gol. Mas o meia finalizou mal em cima do goleiro do Joinville aos 25 minutos.

O Joinville continuou sua jornada para esquecer. Não chegou praticamente nenhuma vez com perigo no gol da Chapecoense até o final do jogo e poderia ter saído com resultado pior da Arena Condá.

O melhor: Ananias – Fez o primeiro gol e comandou o time durante o jogo. Ainda poderia ter dado uma grande assistência, caso o meia Wagner não tivesse perdido gol na cara de Oliveira após boa jogada de Ananias.

O pior: Conjunto do Joinville – O time visitante não impôs resistência alguma ao amplo domínio dos donos da casa. O único que tentou algo diferente foi Marcelinho Paraíba, mas no geral o Joinville decepcionou mais uma vez.

Chave do jogo: Ritmo da Chapecoense – Com apenas 28 minutos de jogo, a Chapecoense já fazia 2 a 0 no Joinville. E o principal fator pelo “atropelamento” no início foi o ritmo alucinante dos donos da casa, que não deixaram o rival respirar no começo e definiram o placar final.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *